Etiqueta: motivaçao

FELICIDADE é uma combinação de SORTE com ESCOLHAS Bem Feitas!

FELICIDADE é uma combinação de SORTE com ESCOLHAS Bem Feitas!

FELICIDADE é uma combinação de SORTE com ESCOLHAS Bem Feitas!

Com certeza já ouviste aquela expressão: “Ele teve foi sorte!
Em relação à mulher, marido, ao trabalho, aos negócios, à aparência…. e por aí….

Acreditas mesmo nisso? Que é só sorte?

Há cerca de um mês uma pessoa disse me que eu tinha tido muita Sorte com o marido que me calhou, já não era a primeira vez que ouvia alguém dizer-me aquilo, ri me e concordei, mas acrescentei:

– Mas olha que ele também teve muita sorte de ter “calhado” com uma mulher como eu, pois um relacionamento para dar certo não é feito só por um, e quando sabemos que estamos aqui para nos servirmos mutuamente, normalmente temos SORTE e comecei a rir-me, terminando ali a conversa.

Sempre acreditei que a vida que temos é uma escolha, pelo menos deveria ser, right?

É verdade que muitas vezes somos controlados por quem nos educa, pelos nossos companheiros de tal forma que nem nos apercebemos que podemos escolher e libertar nos, e eu pergunto te:

Consideras te uma Pessoa Livre?

Eu, sempre me considerei Livre, mesmo quando achava que a casa da minha mãe era uma prisão (drama de adolescente, risos) e recordo me tão bem de a ouvir dizer sempre que não respeitava às regras impostas:

– Quando fores Independente, tiveres o teu trabalho, ganhares o teu dinheiro e tiveres a tua casa fazes as tuas regras, enquanto estiveres aqui debaixo do meu teto quem dita as regras sou eu e o teu pai – dizia ela em tom bem alto e firme.

Lembro me que foram nesses momentos que me imaginei fora de casa e a viver com uma amiga (sonho que nunca se realizou).

Mas o sonho de sair de casa dos meus pais ou pelo menos de me sentir livre começou em Outubro de 1993 quando fiz a minha primeira viagem a França.

A minha tia Nela (irmã do meu pai) trabalhava em casa como costureira e estava a precisar de alguém de confiança para ajudá-la com os 3 filhos, um deles ainda com menos de 2 anos, e a minha mãe perguntou me se eu queria ir e que a minha tia ia pagar me pelo serviço, já que não quis ir para a Universidade e dizia a toda hora que queria era trabalhar!
Estava ali uma oportunidade, e a escolha era minha.

 

Já me tinha inscrito na Força áerea para ser oficial pois tinha o 12º ano, mas ainda ía demorar até que me chamassem e se me chamassem logo voltava (a minha mãe queria era que eu saísse ali do bairro e me afastasse das “más companhias”) mas eu tinha começado a sair com o meu atual marido e ainda hesitei e inventei umas desculpas, mas a minha mãe conseguiu convencer me e lá fui para a minha primeira viagem, a trabalho onde me senti muito livre, “responsável” e dona do meu nariz. Mas com algum medo daquela nova aventura que escolhi viver, risos…

Regressei de avião (para lá fui de autocarro), dois meses depois, porque fui chamada para fazer os psicotécnicos para a força aérea, convicta que não queria ser dona de casa, apesar de ter aprendido muitas coisas com a minha tia e sobre crianças!

Depois de fazer os testes, lembro me de ter ficado chocada com a autoridade que as patentes mais altas usavam com os soldados, achei um absurdo e foi quando me perguntei para que existem realmente este tipo de entidades?

Até hoje não sei a reposta.

 

Estive lá 3 três dias, e foi super interessante fazer testes que até hoje não voltei a repetir, e conhecer pessoas que me fizeram crescer.

Mas no final os resultados disseram que para ingressar na Força aérea tinha primeiro de ser soldado e ir subindo e escolhi(risos)  que afinal não era bem o que andava à procura, pois não gostei mesmo daquela “violência psicológica” do Eu mando e Tu Obedeces!

O Que Fazer Quando “alguém” ESCOLHE por Nós?

Acabei por ir trabalhar para uma fábrica em 1994 e estive lá durante 14 anos, onde no caminho ainda tentei algumas vezes, sair da minha zona de conforto e experimentar outros trabalhos, só que como gostava do que fazia (primeiros 10 anos), achava que ganhava bem, sentia me feliz, deixei me influenciar e fui-me deixando ficar na famosa zona de conforto.

Mas lá no fundo sentia que o meu Futuro não podia ser ali, já não tinha muito para aprender, e sentia me meio que inútil e sem uma visão clara do futuro, mas não fazia nada para mudar isso e o Universo “ajudou”.

Em 2004 fiz uma greve de 2 horas no local de trabalho, que aconteceu junto com as mudanças de chefes de departamento e saída de excelentes profissionais.

Nesse momento escolheram por mim e mandaram me para 1º turno e fui “convidada” a deixar o meu posto de Coordenadora, e iria também perder o subsidio (mas não retiraram logo)…

Mudei para um turno onde percebi que o meu Software estava demasiado avançado, e diverti me durante uns tempos, mas psicologicamente não estava nada bem, pois todos os dias inventava novas desculpas para não comparecer ao trabalho, não suportava aquela “forma de não fazer as coisas”…. Muito chefe a mandar e a focar se no que não importa, só mulheres a trabalhar juntas …
Tudo servia de desculpa, até levar um processo disciplinar oral e depois um bem real (trÊs dias para casa sem receber) por excesso de faltas, confesso te que não me apercebia que aquela “luta” que tinha comprado só me estava a prejudicar a mim, e comecei a entrar no sistema e logo a seguir em depressão , tudo sem me aperceber.

O meu marido é que me alertava sobre as escolhas que andava a fazer, e do meu estado deprimente, mas não queria saber, estava determinada a provar que o sistema estava cheio de falhas… E eu também, lol…

Dois anos depois de estar em “sofrimento” e a desaprender, retiraram me o subsidio de coordenação e foi aí que entrei na lista negra, pois das centenas de coordenadoras eu era a primeira a desafiar o sistema e a coloca-los em tribunal!

Passei a fazer os trabalhinhos que ninguém queria fazer, separar parafusos, contar peças Obsoletas, sempre isolada pois destabilizava demais…

Precisava Muito de Ocupar a Minha Mente, Senão ia Enlouquecer

Foi quando voltei a escolher ocupar me e comecei um curso online de Inglês no Wall Street Institute, e aproveitava a linha onde estava (testar DVD’s) para treinar com legendas e sem legendas, hehehe.

Ajudou me muito a ganhar vocabulário e a aperfeiçoar me, apesar de na altura ser só mesmo para ocupar me e expandir um pouco a mente…

Hoje, ouço diariamente  audios motivacionais do negócio que desenvolvo, ouço formações em Inglês e tenho algumas mentoras que só falam Inglês.

Para te resumir acabei por vencer o caso em tribunal, mas a empresa recorreu, e meses depois, em 2008, conheci a industria do Marketing Multinivel, fiquei Fascinada e fui de baixa e assim que soube que estavam a entrar em acordo, fiz chegar essa minha vontade aos recursos humanos que estavam desejosos de me ver fora dali e eu também já tinha visto a Luz no fundo do túnel!

Fui chamada no mesmo dia e sai de lá com uma indemnização Interessante e uma assinatura (obrigatória) para desistir do recurso que continuava em tribunal.

O advogado ainda me quis fazer dissuadir da minha decisão, pois a sentença estava mesmo quase a sair, risos… mas mostrei-lhe que a minha saúde estava em primeiro lugar, e ele teve que ceder mesmo que descontente com a minha escolha.

E foi uma das melhores escolhas que podia ter feito na minha vida, pois apesar de todas as regalias que tinha como: Ordenado certo ao fim do mês, com estabilidade a médio prazo, férias e 13º mês, seguro de saúde para empregado e família, quando mudei para o primeiro turno, vi com os meus próprios olhos que não trabalhava numa fábrica com 3 turnos, e sim em 3 fábricas diferentes, cada uma com os seus procedimentos e muita “foto para o Inglês ver”, se é que me faço entender, risos…

 

O sistema estava muito desatualizado, cheio de bugs e existiam muitos robôts que executam a tarefa, não podem pensar, nem expandir a mente, e eu jamais faria essa crueldade a mim mesma, depois de anos a formar pessoas a serem a sua melhor versão, argh!!!

Posso dizer-te com sinceridade, se um dia vesti a camisola e dei o meu melhor, aqueles dois últimos anos que antecederam a minha saída, não me despedi e só ía trabalhar porque seria Loucura demais sair de lá com uma mão na frente e outra atrás depois de tantos anos de dedicação e empenho, mas olha que ainda pensei nisso algumas vezes, e só não fui avante porque ouvi o meu marido e as pessoas “Lúcidas” à minha volta.

Sair dali mesmo sem qualquer expetativa do futuro, a começar um um negócio próprio (marketing Multinivel) que apesar de não ter vingado, me ajudou na altura a ter a certeza que a fábrica dos meus sonhos foi uma ilusão boa de viver e que me fez crescer muito como pessoa e profissional (hoje vejo isso)

Termino este artigo deixando te a pergunta para Reflexão e se sentires deixa ficar a tua opinião aqui abaixo nos comentários

  • Acreditas mesmo que é sorte ou somos nós que fazemos as nossas escolhas e determinamos o nosso Futuro?

Vive uma vida Fantástica a fazer escolhas que te ajudem a ter mais qualidade de vida!

~Sandra Galão

Quando tens um MOTIVO Fica Muito Mais FÁCIL!

Quando tens um MOTIVO Fica Muito Mais FÁCIL!

Qual é o MOTIVO Que Te Faz Levantar Da Cama Para Mais Um Dia de Vida?

Minhas estrelinhas
Minhas estrelinhas! O meu Real MOTIVO

Consegues Imaginar te a Acordar Todos os Dias MOTIVADA Para Mais Um Dia de Trabalho!?

São muitas as pessoas que INFELIZMENTE quando se levantam da cama, já estão tão desanimadas com aquele mesmo trabalho de sempre, que além de receber um ordenado miserável, não podem expandir a mente.

Tem de se sujeitar as regras do patrão e no final, parte do TEMPO/DINHEIRO é gasto em transportes, ou no transito, em vez de estarem com quem mais amam, a fazerem aquilo que MELHOR sabem.

Eu cresci sem a presença da minha mãe fisicamente,  pois ela sempre trabalhou o dia todo, nunca me lembro de ter recebido um abraço, nem um colinho, mas muitos gritos pois tinha um comportamento dificil, e lembro me de prometer a mim mesma que quando fosse Mãe, ía ser uma mãe muito mais presente e carinhosa.

Hoje sei que o MOTIVO da minha mãe era dar nos de comer, vestir, estudar e que fossemos bem educadas com os outros!

As mães só pensam que precisam de Dinheiro para Satisfazer as necessidades básicas dos seus entes queridos, esquecendo se que o que queremos (falando como criança) é miminho, diálogo, muito Amor e PACIÊNCIA, não é?

Tive falta de tudo disto tudo durante muitos anos.

bannercorreiodoblog-tnprt-131

 

Muitas são mães que dizem que fazem tudo para darem o Melhor para os filhos. Será?

Eu posso dizer te como filha, que queria muito mais que a minha mãe estivesse em casa comigo e com as minhas irmãs do que estivesse a trabalhar o dia todo, chegasse às 19h em casa, ainda vinha fazer o jantar e “despachar” as miúdas, ouvi esta expressão muitas vezes, e não foi só da minha mãe!

Também tu já a deves ter dito muitas vezes, quando chegas a casa completamente de rastos, onde trabalhas te que nem uma escrava, e no final do dia nem um ««BOM TRABALHO»» e os teus filhos querem a tua atenção e tu queres é despachar te, tomar o teu banho, para ires ver a tua novela, quentinha no sofá, e não tens paciência, nem queres ser interrompida

Não podes perder por nada, não é?

Somos escravos dos nossos patrões e da televisão que teima em passar cada vez mais noticias sobre a crise, os corruptos e as guerras, porque é o que vende, e tu não podes fazer NADA.

Somos formatados a acreditar que fomos feitos para servi-los e para aceitarmos os sistemas tais quais como são! Mas não é verdade.

Utilizamos a televisão como recurso/motivo para nos distrair dos nossos problemas e mergulhar na vida dos atores, e enquanto ali estás, sentes te “bem” por estares a viver os dilemas das vidas dos outros!

[fancy_box id=2]

Então e a tua Vida, e os teus dilemas?

  • Quando é que vais começar a procurar uma SOLUÇÃO para os teus PROBLEMAS?
  • Quando é que vais arranjar um MOTIVO, para criares CORAGEM e saires da tua zona de conforto?

[/fancy_box]

O que fazes com o pouco tempo que tens livre?  Podias estar a contar uma história aos teus filhos, a fazer um jogo de montagem, a mimar só porque te apetece, mas talvez não, talvez estejas a ver a tua novela, ou a fazer outra coisa qualquer que não envolve quem dizes que mais AMAS!

Já vi esse filme, em muitas familias e em mim, antes de me desligar da televisão, e começar a “limpeza tóxica da mente”!

Não faz mal nenhum, por isso temos a LIBERDADE de poder escolher onde queremos gastar o nosso Precioso TEMPO.

Não  vou ser hipócrita e dizer que todos os dias tenho a mesma disposição, paciência e estou disponivel para os meus filhos, mas a maioria SIM, estou, e adoro estar! São a minha MOTIVAÇÃO.

Os nossos filhos não entendem a Importância que damos ao DINHEIRO
Os nossos filhos não entendem a Importância que damos ao DINHEIRO

 

Eu já fui bem viciada em televisão, é preciso que saibas por isso quando oiço dizerem:

– Ai não, as novelas são a minha companhia! Não me consigo ver sem as minhas novelas, é o unico TEMPO que tenho para mim!

Então e os teus filhos?

O que estão a fazer? Tens a certeza que fazes tudo por eles?

Porque não estás aproveitar o teu pouco TEMPO para conversar um bocadinho com eles, fazer um jogo, saber o que gosta mais de fazer, o que aprendeu hoje no seu dia, qualquer coisa onde tenham de interagir um com o outro, a conhecerem se melhor!

Se conheceres bem os teus filhos vais conseguir orienta los muito melhor, pois vão confiar em TI e sempre que tiverem um problema vão querer partilhar contigo, concordas? Esse é o meu desejo quando me dedico a participar na vida dos meus filhos

O Meu Primeiro MOTIVO, aquele que me fez começar a desenvolver este Negócio a partir de casa, foi sem dúvida Realizar me Profissionalmente sem voltar a ter um Patrão Explorador!

Nâo sei trabalhar com pessoas limitadas
Nâo sei trabalhar com pessoas que me limitam

Hoje após oito meses a Desenvolver este Projeto, O Meu Grande MOTIVO é Passar Mais Tempo de Qualidade com a minha Familia, deixar um legado e continuar a ajudar outras pessoas que se juntam todos os dias a nós.

Voltar a ter Patrão, só mesmo em ultimo caso, pois os dois últimos trabalhos que tive provaram me que não nasci para ter patrão, pelo menos não um patrão como os que tive, cheios de regras mas muito pouco de exemplos!

Números! É assim que a maioria dos patrões olham para nós, nas empresas, e nos empregos tradicionais! Exigem tanto e reconhecem tão pouco, é não é?

 

[fancy_box id=5]

Foi preciso uma MUDANÇA bem radical da minha parte, mudar de mente de empregada para mente de empreendedora, foi um processo intenso, um pouco doloroso, cheio de erros e tropeços, de muito Crescimento e desenvolvimento pessoal e muito GRATIFICANTE…. Que continua…

[/fancy_box]

Vou contar te aqui uma história que mostra bem  o que somos capazes de Fazer quando temos um MOTIVO forte.

Quando não há uma razão forte para se fazer alguma coisa, toda as pessoas desistem às primeiras dificuldades. A “motivação” vem do “motivo”.

A  Paula sobrevivia com 150 euros por mês. Tinha tido uma empresa, faliu, arranjou um emprego, penhoraram-lhe o salário e ainda tinha mais dívidas para pagar com o que restava depois da penhora. Resultado: ficava com 150 por mês para viver.

 

Achas que a vida dela era fácil? Claro que não. Achas que ela tinha um motivo forte para mudar? Claro que sim e ela tentou. tentou mudar durante algum tempo procurando ganhar dinheiro na Internet, mas não conseguia.

 

Chegou um mês de Novembro e o seu pai faleceu. Tinha sido a sua força e o seu amparo emocional e agora tinha partido. 2 semanas depois perdeu o emprego e foi mandada para fora de casa pelo namorado com quem vivia.

 

Nessa altura já os 150 euros por mês pareciam uma fortuna, agora que se viu sem emprego, sem dinheiro, sem pai e sem um tecto.

 

Quando chegou a esse ponto, algumas pessoas poderiam deixar-se ir abaixo. Todas as lutas de anos e anos, tinham-na levado aquela situação. Mal podia acreditar.

 

Nesse mesmo dia, em que perdeu o emprego e foi posta na rua, ligou ao Rui Gabriel nosso mestre e fundador da Comunidade da Tribo a dizer:

 

– Rui, perdi o meu emprego que me levava 8 horas por dia por um salário miserável,  o meu namorado pôs-me na rua porque eu lhe disse que não queria nunca mais nenhum emprego e queria ser livre, e agora, imagina: estou livre para fazer tudo o que eu quero!

 

Ele respondeu: 

 

– Yesss! Parabéns, vamos ao trabalho.

 

Parecíam 2 anormais a festejar no meio do caos e da tragédia, mas a verdade é que nunca a Paula tinha tido um motivo mais forte para ter sucesso. Sem plano B, a sua ideia tinha de ser mesmo transformada em dinheiroE foi.

 

Três curtos anos depois a Paula é uma líder de referência no Internet Marketing e faz parte do grupo do Conselho de Líderes dos Lazy Millionaires (que reúne o top 7 do mundo) e ganha mais num dia do que ganhava num ano, quando vivia “confortavelmente desconfortável” no apartamento com o namorado e 150 euros por mês.

 

Também Jim Rohn conta que um dia foram umas escuteiras a sua casa para vender bolinhos por 2 dólares.

Ele não tinha 2 dólares para comprar os bolinhos e desculpou-se dizendo que já tinha muitos bolinhos em casa e não precisava de mais.

A constatação de que não tinha 2 dólares foi tão frustrante para ele que tomou a decisão de ficar rico.

E, poucos anos depois era um homem rico.

Um MOTIVO tem sempre uma ligação emocional muito forte contigo. Pode ser a família, ou os filhos, ou uma causa, ou um desejo. Mas tem sempre uma carga emocional muito forte.

Quando pensas no teu Motivo, emocionas-te, quando falas dele as lágrimas vêm-te aos olhos.

Este é o motivo que precisas e que nunca te irá deixar faltar a energia mesmo diante das dificuldades, ou dos desafios ou mesmo dos fracassos.

Quando mais difícil. mais força tu arranjas. Não sabes o que é estar desmotivado, mesmo que conheças bem o que é a frustração e o fracasso, porque tens um motivo que está sempre na tua mente e te dá paixão para achar soluções e produzir resultados.

Gostava muito de saber qual é o teu Motivo/Motivação!

Não tens um MOTIVO que te coloque sempre Entusiasmada?

Gostavas de ter?

Vê este VIDEO meio estranho que fiz no parque com um dos meus MOTIVOS. Acredita mais em TI.

A tua opinião é muito Importante para mim, partilha aqui em baixo o que pensas sobre o assunto, manda me um email: s.galao74@gmail.com  ou entra em contato comigo no Skype: sandra.galao

Faz dos teus dias, dias de Motivação e Vive Uma VIDA EXTRAORDINÁRIA, porque TU mereces.

Sandra Galão

 

 

 

 

 

 

%d bloggers like this: