Etiqueta: mensagem genuina de Deus

O Que Não Entendemos Sobre Deus e a Vida em A Mudança Está DENTRO de SI

O Que Não Entendemos Sobre Deus e a Vida em A Mudança Está DENTRO de SI

Olá, olá.

Aqui estamos nós para a 11ª primeira Conversa do desafio 28 dias a blogar que começou AQUI

A segunda das Sete Perguntas Básicas parece-me sempre retórica.

A resposta inteligente da Humanidade a essa questão só pode ser sim.

Quer dizer, se a resposta dada de forma genuína e verdadeira for não, então os seres humanos estão em maus lençóis – ainda pior do que poderíamos julgar.

SEGUNDA QUESTÃO

[fancy_box id=1]

Existirá algo que não conseguimos entender plenamente sobre DEUS e a vida, e cuja compreensão permitiria mudar tudo?

[/fancy_box]

Claro que sim. Declarar que entendemos tudo sobre Deus e a vida é pura loucura.

É certo que existe aqui falta de informação. É certo que não temos todos os dados. No entanto, há pessoas que acreditam que dispomos de todas as informações  de que precisamos para levar uma vida plena e proveitosa.

Encontra-se nas Sagradas Escrituras.

Mas quais Sagradas Escrituras? Qual é o livro que contém a Única e Genuína Palavra de Deus?

Ora bem, isso depende da pessoa a quem nos dirigimos.

Muitos respondem: é o novo Testamento.

Outros dizem: não, a palavra de Deus está na Bíblia Hebraica.

Outros replicam: a sua palavra está no Corão.

Outros dizem: não, está na Tora.

Outros dizem: não, está no Mishna.

Outros dizem: não, está no Tamulde.

Outros, no Bhagavad-gita

Outros, no Rig Veda.

Outros, nos Brahmanas.

Outros, no Upanishads.

Outros, no Mahabaharta e no Ramayana.

Outros, nos Puranas.

Outros, nos Tantra.

Outros, no Tao Te Ching.

Outros, no Buddharma.

Outros, no Dhammapada.

Outros, no livro dos Mestres Huainam.

Outros, no Shih-Chi.

Outros, no livro de Mórmon.

Outros….

Bem, o que estou a dizer é que muitas pessoas acreditam que a Revelação Direta – ou seja quando Deus fala diretamente ao Homem – pode encontrar-se nas Escrituras Sagradas com os quais se sentem mais familiarizados.

Constrói a Vida Que Tu Queres, utilizando os Recursos da Era Digital

Esta diversidade dificulta um pouco a descoberta daquilo que não se compreende plenamente acerca de Deus e da Vida, pois considera-se que os livros contrários à nossa tradição espiritual estão incorrectos.

Então e livros como Conversas com Deus?

Isso é pura Blasfémia.

Como sabe, as religiões mundiais concordam que Deus fala diretamente aos Seres Humanos – afinal – afinal, Deus falou diretamente às pessoas que se consideram a fonte dessas religiões  (Moisés,Jesus, Baha’u’llah, Joseph Smith, etc.)

E concordam igualmente, apesar das divergências entre elas, que ultimamente Deus não tem falado com as pessoas.

Desde que falou diretamente com as fontes das suas religiões, declaram os fiéis. Deus sofre de um grave caso de laringite celestial.

Acabou a conversa com as pessoas.

Ora aqui fica uma regra estabelecida: caso se trate de um Livro Antigo, criado pela inspiração que Deus transmitiu ao Homem há centenas ou milhares de anos, existe, no mínimo, uma hipótese de ser verdadeiro.

Caso se trate de um Livro Novo, criado pela inspiração transmitida por Deus à Humanidade nos dias de hoje, não há a mínima hipótese de que seja algo mais do que blasfémia.

O antigo é bom, o antigo é Deus; o novo é mau, o novo é blasfémia.

Percebeu?

Aquilo Que Não Sabemos

Ainda assim, nada disto representa um problema, pois não?

Não é verdade que sabemos tudo o que precisamos de saber?

Sabemos aquilo de que precisamos para conseguirmos criar a vida coletiva e individual com que a Humanidade há muito sonha, certo?

Não, não sabemos. Ainda resta algo que não compreendemos totalmente… e essa compreensão mudaria tudo.

Quando eu era novo, havia um ditado:

“Olhos que não veem, coração que não sente”.

Hoje em dia, dá-se exatamente o oposto. Aquilo que não vemos e entendemos magoa-nos.

Assim, o que não vemos e não entendemos acerca de Deus e da vida está a matar-nos.

Não entendemos quem é e o que é Deus, não entendemos a vontade de Deus (embora todas as religiões afirmem o contrário), não entendemos como Deus funciona ou interage com o mundo (se é que Deus o faz efetivamente) e não entendemos a nossa verdadeira relação com Deus.

Porque é que Deus diz “sim a umas pessoas e “não” a outras?

Porque é que Deus diz hoje “não” às pessoas a quem disse “sim” no passado?

Porque é que Deus permite que aconteçam coisas más a pessoas bondosas?

Porque é que Deus… porquê, porquê, porquê???

Embora, por um lado as religiões mundiais tenham procurado trazer-nos todo o conhecimento possívelpor outro lado, infelizmente, têm abafado as constantes interrogações e análise.

Assim sendo, caso não aceitemos as respostas seculares ( e não devemos aceitá-las – veja só onde nos levaram!), basicamente ficamos à nossa mercê para conhecermos Deus mais a fundo;

E para experienciarmos a vida de modo mais pacífico, harmonioso e feliz.

bannercorreiodoblog-tnprt-131

Falta algo aqui. É evidente que falta informação .

No entanto falta CORAGEM para admitir esse facto, quanto mais para apresentar sugestões sobre qual a informação que pode colmatar essa lacuna.

Por isso a pergunta foi abafada com êxito na maior parte das religiões e, deste modo e por arrastamento, deixou de estar acessível à maior parte da Humanidade.

Não a toda a Humanidade repare. À maior parte.

Esta é ironia: enquanto muitas pessoas estariam dispostas a assumir profundamente que, neste mundo não entendemos Deus e avida em toda a sua plenitude, a procura de novos conhecimentos é grandemente desencorajada, quiçá até severamente condenada.

Além disso, para a maioria das pessoas, a ideia de que uma ou duas pessoas, ou outro grupo, podem ter descoberto algo mais ou algo novo constitui uma absoluta excomunhão.

Completamente inaceitável.

Não seremos superados por ninguém – mesmo que isso nos deixe todos abaixo.

Aquilo Que Também Não Sabemos

Não é só tudo o que envolve “Deus” que não entendemos.

Não sabemos nem sequer metade daquilo que precisamos de saber para uma compreensão absoluta da vida, sem contar com a vivência das nossas diversas divindades.

sete perguntas a serem respondidas

 

Não entendemos sequer os elementos ou funções rudimentares da Energia da Vida., Simplesmente não sabemos como funciona. Não entendemos as carateristicas magnéticas da atração.

Não entendemos o poder do Medo.

Não temos a capacidade de ver e entender o milagre do amor, refiro me ao verdadeiro Amor. 

Ao Amor Incondicional.

Insistimos que, se não for possível medir, analisar testar e provar algo por meio de métodos cientificos, quer dizer que esse algo não existe.

Portanto , eliminamos do nosso bom uso tudo o que tenha a ver com a perceção extrasensorial, áreas da mente, imagística criativa , perceções paranormais, funcionamento dos sonhos, pensamento positivo ou qualquer outro fenómeno imensurável e inexplicável.

Permite-ma que apresente aqui um pequeníssimo exemplo daquilo que estou a falar.

 

Digamos que passa pela experiência de querer algo desesperadamente .

Sabia que que ao continuar a dizer para si mesmo “Quero aquilo!” está anunciar ao Universo que não o tem? 

E que esta declaração cria a sua realidade contínua?

Desde que continue a ter esse pensamento, não poderá ter aquilo que “quer”, pois não ode ter auqilo que confirma não possuir.

Onde quero chegar: A Sua Palavra Tem Poder Criativo.

Por exemplo, a afirmação “Quero Mais Dinheiro” é capaz de não atrair dinheiro, podendo até afastá-lo.

Tal acontece porque o Universo só conhece uma palavra: “SIM”

Ouve-o atentamente e ouve sobretudo aquilo que você está a sentir.

O primeiro volume da coleção Conversas com DEUS afirma que ” os sentimentos são a linguagem da alma”.

Se estiver sempre a dizer: “eu quero mais dinheiro” e se o Universo sentir o seu sentimento de carência, será isto que o Universo responderá.

Na verdade o Motor de Criação é um íman.

Estamos a falar de força. Da força de um íman . Lembre-se de que um sentimento é energia e, em termos de energia , os iguais atraem-se.

Assim sendo, o Universo vai dizer “SIM” – e você continuará a querer mais dinheiro.

Se pensar: “Eu quero mais amor na minha vida!” O universo vai responder “SIM!” e você continuará a querer mais Amor na sua vida.

Liberdade Financeira

Ao usar a energia da vida, a palavra “EU” representa a chave de ignição da criação. O que vem a seguir à palavra “eu” faz girar a chave, pondo a trabalhar o motor da manifestação.

Deste modo, quando “parece” que a Criação Pessoal não está a resultar, é somente porque a Energia da Atração trouxe até si aquilo que escolheu inadvertidamente e não aquilo que julgou ter escolhido.

É isto que está acontecer por todo omundo hoje em dia.

Foi isto que provocou a tempestade antes da Bonança.

A força da energia da vida está sempre ativa. Se assim não fosse, se esse processo não estivesse sempre a funcionar, poderia ter um único pensamento estremamente positivo acerca de algo e esse resultado sem dúvida manifestar-se -ia na sua realidade.

No entanto, o processo está em constante funcionamento e não apenas durante parte do tempo, sendo alimentado pelos sentimentos mais profundos e persistentes.

Por isso, um único pensamento positivo num turbilhão de ideias e projeções menos positivos, provavelmente não produzirá o resultado desejado.

O truque é manter uma atitude positiva num mar de negativismo.

O truque é saber que o processo funciona mesmo quando parece que não está a funcionar.

É disso que estamos aqui a falar, nesta conversa. É isto que abrandará a tempestade.

Contudo, para nosso mal, a Humanidade desvaloriza alguns dos mais importantes e poderosos aspetos da vida, tal como a compreensão e a utilização da energia da vida. AInda agora dei um exemplo.

Pois então, haverá algo que não entendamos sobre Deus e a Vida?

Claro que há.

Se conseguíssemos entender, as coisas mudariam?

Claro que sim.

Será que faz sentido que a Humanidade converse sobre este assunto?

Claro que faz.

[fancy_box id=6]

PONTOS FULCRAIS:

  • Existe uma lacuna de informações entre o que sabemos e aquilo que precisamos saber acerca de Deus e da Vida.
  • São muitas essas informações que faltam
  • Se começássemos a preencher essa lacuna, tudo mudaria.

A FAZER:

  • Faça uma lista com aquilo que sei Acerca de Deus. Tente perceber se está em consonância com o que aprendeu quando era criança ou com o que lhe foi transmitido culturalmente.
  • Aprenda tudo o que puder sobre a energia da vida e o seu funcionamento. Comprometa-se a estudar este assunto durante um ano. Daqui a doze meses, acrescente este tema às suas conversas com outros acerca das Sete Perguntas Básicas.

[/fancy_box]

 

E assim chegamos ao fim de mais uma conversa com Deus.

Lembro te que estamos aqui para sermos Livres e Felizes e eu estou aqui para te ajudar no que me for possível.

Amanhã cá estaremos para a próxima conversa e mais uma das Sete Perguntas Básicas:

Muito Grata por continuares aí-

Vive uma Vida Extraordinária.

Sandra

 

 

 

 

%d bloggers like this: