Queres Saber o Sentido Da Vida? Para a Frente!

Queres Saber o Sentido Da Vida? Para a Frente!

 

Levantar se Da Cama Para Começar Mais Um Dia Deveria Ser Motivo de PRAZER e ENTUSIASMO na nossa vida?

 

Para algumas pessoas, porém isso parece mais um sacrificio.

Elas já se levantam cansadas e desanimadas para enfrentar mais um dia de batente.

Quem se sente assim, provavelmente perdeu o contato com o seu ideal de vida.

Sem uma meta à qual dedicar a sua existência, o ser humano dificilmente encontra motivação para fazer as coisas, para prosperar, para realizar sonhos.

Só quem tem um  Ideal (visão)  pode conhecer a Verdadeira Realização pessoal.

Um Ideal de vida é querer “ser” alguma coisa:

  • Um Médico reconhecido na sua especialidade;

  • Uma esteticista que adora deixar as clientes mais bonitas;

  • Uma empregada doméstica prendada;

  • Um pedreiro caprichoso;

  • Uma mãe e mulher Presente

  • Um canalizador Competente;

  • Um artista talentoso;

  • Uma cozinheira que delicia os outros com as seus pratos;

  • Um empresário próspero;

  • Uma dona de loja onde as pessoas gostam de comprar;

  • Uma vendedora de Sucesso;

Uma pessoa motivada a “ser” alguma coisa orienta, naturalmente as suas ações em direção ao seu Ideal

Se alguém  quer atingir o Cume de uma montanha, mesmo que não saiba como fazê-lo, vai procurar os caminhos que a levem até lá.

Uma pessoa com uma visão clara da vida é objetiva, sabe o que tem de fazer e considera o”fazer” como um meio para alcançar a sua meta.

Depois de idealizado na nossa mente, tudo é possivel

 

Quem tem um ideal, tem tendência a investir em si mesmo e a considerar conhecimentos adquiridos como o seu grande patrimônio.

Pode perder o emprego, ou ter que mudar de cidade ou mesmo de país, mas facilmente se adapta às novas situações, porque sabe quem é e conhece o seu valor.

Para alguém orientado a “ser”, os bens que tem ou a posição que acaba por conquistar, vêm como consequência daquilo que se é.

Quando temos e perseguimos um Ideal de vida, o “ter” é só um resultado natural do “ser”.

Adorei aprender isto, pois nem sempre foi uma realidade na minha vida.

Eu acredito que todos somos divinamente destinados a ser algo, todos temos dons, mas infelizmente nem todas as pessoas conseguem realizar o seu ideal de vida, nem tão pouco descobrem o que andam cá a fazer.

Quando somos crianças, costumamos dizer o que queremos ser quando formos “grandes”, conforme crescemos, vamos nos ajustando às exigências do nosso mundo competitivo, incorporando os valores e todos os condicionamentos sociais que nos levam a dar prioridade ao “ter”:

  • Ter uma carreira;
  • Uma casa
  • O carro do ano
  • O melhor telemóvel do mercado

Muitas vezes a pressão do “fazer para ter” afasta nos do nosso Ideal de Vida e quando damos por nós, estamos a fazer tudo menos o que deviamos para conseguir ir ao encontro desse Ideal, right?

Não vivas emocionalmente agarrado ao dinheiro
Não vivas emocionalmente agarrado ao dinheiro

O Problema de orientar a nossa existência para o “ser” é que ficamos muito dependentes e apegados ao que temos.

No mundo atual, em que a corrupção continua em grande escala, em que o dinheiro não passa de um “monte” de números na memória de um computador, em que as coisas são cada vez menos palpaveis, , e tudo muda tão rapidamente e constantemente, basear a realização pessoal no “ter” conduz nos facilmente à preocupação, à insegurança e à incerteza quanto ao futuro.

Passa se a vida numa corrida contra o tempo, num esforço constante de fazer coisas para “ter” cada vez mais, de modo a que nos sintamos seguros.

Mas é importante saber que quanto mais temos, mais é preciso fazer para manter o que temos.

A viver assim, nenhuma fortuna é capaz de nos proporcionar realização e plenitude.

E quando chegamos aos 50 ou 60 anos, por muito bem sucedidos que tenhamos sido na nossa vida de fazer para ter, sentimos que falta algo.

[fancy_box id=5]

Como estás a conduzir a tua vida:

Baseado no Ser ou no Ter?

[/fancy_box]

 

Se tu és daquelas pessoas que perdeu o Ideal da vida, ao tentares enquadrar te neste jogo da sobrevivência Social, , gostava que soubesses que a qualquer momento é possivel tomares o caminho que te leva ao cume da tua montanha.

O teu Ideal de vida está ligado ao que tu tens prazer em fazer e à visão mais grandiosa que tens de ti mesmo(a)

[fancy_box id=2]

Por um momento, volta ao teu estado de simplicidade em que vivias quando eras criança e pergunta te:

– ” O que eu quero ser quando for grande”?

– O que eu sonho ser na vida?

O teu Ideal está ligado aos teus talentos(dons) e capacidades com que foste abençoado(a) ao nascer.

[/fancy_box]

Tens com certeza muitas coisas que fazes com mais facilidade e espontaneidade, pois recebes te de Deus, os dons para seres o que é o teu destino e assim realizares te.

Lembro me que quis ser advogada, pois não gosto de injustiças e achei que poderia defender muitas pessoas, desmotivei quando vi as imensas leisssss que tinhamos de saber, (risos)

Também quis ser Jornalista, pois gosto muito de falar e achei que era uma  forma de passar a mensagem. 

Depois quis ir para a tropa. Ainda fiz os testes, mas não me identifiquei nada com aquele excesso de autoridade exercida sobre as patentes mais baixas.

Quis ser muita coisa e experimentei muita coisa, e tudo me encaminhou para chegar onde estou hoje, como blogueira profissional e terapeuta de reiki, depois de ter estado muitos anos a trabalhar como empregada e a ser vista como um número por todos os patrões por onde passei.

[fancy_box id=2]

Reconhece a tua vocação.

Pergunta te:

– “O que para mim, é natural fazer?”

– “Quais são as minhas habilidades?”

[/fancy_box]

Tens de compreender que por muito naturais e desenvolvidos que sejam os teus talentos, é preciso aperfeiçoa-los.

É preciso desenvolver técnicas.

Tu podes ter o melhor ouvido para a musica, mas precisas aprender a ler partituras e a tocar o instrumento

– E isso, quando nasces, não sabes. Aprendes.

Acredita que se estiveres no caminho que te leva à realização do teu Ideal, os factos e as circunstâncias da vida vão te “empurrar” para a frente, aconteceu comigo de uma forma bastante natural, quando comecei a fazer as perguntas que coloquei acima.

Não te limites, ou desanimes caso não vejas, em determinado momento, as soluções para as dificuldades que surgirem.

Mantém te firme na tua escolha e a vida te trará, com toda a certeza, tudo o que precisas, mas se continuas a resistir, parece que nada vai dar certo, mas é Deus a testar te, para saber se é isso que realmente queres.

– Não tens tempo para ler? Tu é que fazes o teu tempo e certamente arranjarás um jeito.

Gostavas de começar um negócio com pouco dinheiro, mas não sabes como começar?

Acredita que alguém te pode ajudar, e se não puder, continua a procura, vais encontrar um que te sirva e te satisfaça todas as tuas necessidades.

As portas abrem se para quem sabe o que quer, assume o papel que lhe cabe neste mundo e tem FÉ.

Só tu podes saber o que é melhor para ti, certo?

Que tenhas discernimento nas tuas escolhas.

Não te deixes contaminar pelo pessimismo e pela amargura das outras pessoas, nem te deixes influenciar pelos modelos de Sucesso Alheio.

Sucesso e Fracasso são fatores muito relativos.

Avalia te em relação à tua realidade e não te compares aos outros.

Por fim, não tenhas medo de experimentar.

Se tu não te permitires experimentar, nunca vais saber no que as coisas vão dar… É como teres uma ideia brilhante e não aproveitares para transformá-la em rendimento, ou porque não sabes, ou porque não acreditas que ela possa ser tão boa assim

Recebe aqui o EBOOK GRÁTIS que te pode ajudar a Teres a vida que sonhas te
Recebe aqui o EBOOK GRÁTIS que te pode ajudar a Teres a vida que sonhas te

As oportunidades que temos na vida não aparecem por acaso, pelo menos é o que tenho aprendido ao longo desta minha caminhada

Há sempre um propósito por trás delas.

Não deixes de te focar em ti e no teu ideal de vida.

Termino com uma pequena história sobre o sentido da vida e que espero que consigas tirar a melhor parte para ti.

[fancy_box id=1]

As sandálias do discípulo fizeram um barulho especial nos degraus da escada de pedra que levavam aos porões do velho convento.

Era naquele local que vivia um homem muito sábio.

O jovem empurrou a pesada porta de madeira, entrou e demorou um pouco para acostumar os olhos com a pouca luminosidade. Finalmente, ele localizou o ancião sentado atrás de uma enorme escrivaninha, tendo um capuz a lhe cobrir parte do rosto.

De forma estranha, apesar

do escuro, ele fazia anotações num grande livro, tão velho quanto ele.

O discípulo se aproximou com respeito e perguntou ansioso pela resposta:

Mestre, qual o sentido da vida?

O idoso monge permaneceu em silêncio.

Apenas apontou um pedaço de pano, um trapo grosseiro no chão junto à parede.

Depois apontou seu indicador magro para o alto, para o vidro da janela, cheio de poeira e teias de aranha.

Mais do que depressa, o discípulo pegou o pano, subiu em algumas prateleiras de uma pesada estante forrada de livros.

Conseguiu alcançar a vidraça, começou a esfregá-la com força, retirando a sujeira que impedia a transparência.

O sol inundou o aposento e iluminou com sua luz estranhos objetos,  instrumentos raros, dezenas de papiros e pergaminhos com misteriosas anotações.

Cheio de alegria, o jovem declarou:

– Entendi mestre.

Devemos nos livrar de tudo aquilo que não permita o nosso aprendizado.

Buscar retirar o pó dos preconceitos e as teias das opiniões que impedem que a luz do conhecimento nos atinja. 

Só então poderemos enxergar as coisas com mais nitidez.

Fez uma reverência e saiu do aposento, a fim de comunicar aos seus amigos o que aprendera.

O velho monge, de rosto enrugado e ainda encoberto pelo largo capuz, sentiu os raios quentes do sol a invadir o quarto com uma claridade a que se desacostumara.

Viu o discípulo se afastando, sorriu levemente e falou:

Mais importante do que aquilo que alguém mostra é o que o outro enxerga. 

Afinal, eu só queria que ele colocasse o pano no lugar de onde caiu.

[/fancy_box]

Vou repetir o que o sábio disse:

Mais importante do que aquilo que alguém mostra é o que o outro enxerga. 

 

Se andas à procura de mudar o sentido da tua vida, vê o Webinario Grátis que me permitiu hoje transformar me na minha melhor versão e fazer aquilo que mais amo e inspirar outros a fazer o mesmo.

Vê se pode ser para ti:

 http://bit.ly/webinar-pt-smt

 

Vive uma vida Fantástica em busca do sentido da tua vida

~Sandra

Skype: sandra.galao

2 Replies to “Queres Saber o Sentido Da Vida? Para a Frente!”

    1. Muito grata pelo comentário. Fico Feliz que tenha Gostado Laysla Fontes. Qual a parte do artigo que fez mais sentido para si?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ao publicar um comentário neste site, concordas com a politica de privacidade do site acerca de como os teus dados são guardados e geridos.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: