É da Sua EVOLUÇÃO Que se Trata em A MUDANÇA está DENTRO de SI

É da Sua EVOLUÇÃO Que se Trata em A MUDANÇA está DENTRO de SI

Olá, olá aqui estamos nós para a nossa 6ª Conversa  do desafio 28 dias a blogar.

Ora vamos lá então a esta conversa que só te vai fazer sentido se acreditares na Evolução da alma.

Estas são as boas noticias:

Para influenciar o rumo da História da Humanidade não precisa de ser um orador ou um escritor de Sucesso, um apresentador de televisão, um dinamizador, um formador ou quem quer que julgue que tem de ser para marcar a diferença.

Não precisa de ser uma figura pública nem alcançar a superioridade espiritual, nem sequer de dedicar horas a fio e aplicar dinheiro a rodos.

Caso se decida aceitar o apelo, estará a trabalhar não só em prol da Humanidade em geral como também para seu próprio benefício.

Estas são as grandes noticias:

A sua participação na Evolução da espécie está relacionada com o trabalho que fizer com a sua alma.

evoluçao da alma

Falava a sério quando dizia que a Humanidade poderia ser uma conversa do paraíso que começa por um diálogo consigo próprio, questionando a crença anterior – todas as crenças que possa ter de si próprio e da própria vida.

Poderá, depois iniciar uma conversa semelhante com os outros. É este o Movimento das Conversas.

Adoro esta ideia de trabalhar com a minha alma para evoluir a nível pessoal…. mas como se consegue alcançar esse patamar a falar dessas matérias com os outros?

O trabalho da sua alma não se limita a si.

A alma também tem a tarefa de cuidar da alma dos outros.

De cuidar de todas as almas.

A sua alma compreende que, na verdade, existe Somente Uma Alma, individualizada sob inúmeras formas. Assim sendo, cuidar de todas as almas é cuidar de NÓS próprios; trabalhar em conjunto com  todas as almas é trabalhar com a nossa própria alma.

É por isso que o instinto de nos ajudarmos uns aos outros está inculcado nos genes; encontra-se no código da espécie.

Preocupamo-nos uns com os outros e fazemos o possível para o demonstrar. Temos um “contrato da alma”para que seja assim.

Estou absolutamente convencido de que todos e cada um de nós sente esse instinto.

[fancy_box id=1]

A sua participação na evolução da espécie está relacionada com o trabalho que fizer com a sua alma.

[/fancy_box]

Há uma forma muito fácil de demonstrar que nos preocupamos uns com os outros: iniciar com outras pessoas a mesma conversa animada e crucial que temos individualmente.

Por outras palavras, realizar a análise à alma pode tornar-se numa experiência solitária e não tem de ser assim.

Quando se inicia a análise, a pessoa pode mudar.

Quando um grupo analisa em conjunto a alma, esse grupo pode mudar. Quando toda  uma sociedade inicia conjuntamente a análise à alma, toda essa essa sociedade pode mudar.

Pouco depois, muda a cultura coletiva de muitas sociedades. Posteriormente, Todo o Mundo.

Tudo começa quando você se questiona intimamente, levando depois essas questões a outros.

A Escolha é SUA

É a isto que me refiro quando falo do “trabalho que faz com a sua alma”.

Essa é uma forma de trabalho da alma. Como é óbvio, não é única, embora possa ser poderosa, tão poderosa que tem a capacidade de transformar uma pessoa, uma sociedade, uma cultura e todo um mundo.

 Não lhe é “exigido” que faça todo este esforço, claro está.

Também não lhe é exigido que o faça de uma forma específica. Poderá concretizar esta tarefa com a sua alma individual ou poderá concretizá-la com a sua alma individual e com as almas coletivas de outros. A Escolha é SUA.

Como trabalha com a sua alma? Como consigo ligar me à alma para realizar a tal “análise”?

trabalho profundo na análise da alma
trabalho profundo na análise da alma

São perguntas pertinentes. Ninguém nos ensina na escolaPouco se escreve acerca do assunto. As igrejas abordam o tema muito superficialmente.

Aqui, iremos aprofundá-lo. Nesta conversa, partilharei consigo tudo  o que sei sobre a ligação com a alma, diariamente, de uma forma maravilhosa que o conduzirá à experiência da alma e lhe permitirá aceder à sua sabedoria

Por isso fique por aqui, Trata-se de um processo em três fases que já mudou a vida de muita gente.

Posso fazer-lhe uma pergunta que pode parecer arrogante?

Claro. Pergunte o que quiser.

Para si, quais são as bases de tudo? Está sempre referir as Sete Perguntas Básicas.

  • Quem as inventou?
  • De onde vieram?
  • O que as torna tão importantes?

Já agora, onde foi buscar os conceitos de “reformulação” e de “nova história cultural”?

A Base de Tudo neste Livro

Não é uma pergunta arrogante. É mais do que natural que queira saber. Por isso, agradeço a Oportunidade para explicar.

Há mais de 15 anos, passei, por uma experiência inspirada pelo Divino. Escrevi um livro sobre essa experiência a que dei o título: Conversas com Deus.

Esse livro criou um fenómeno no mundo editorial, a nível global, com vendas superiores a um milhão de exemplares, foi traduzido em 35 línguas e permaneceu na lista de mais vendidos do New York Times durante 137 semanas.

Desde então, foram editadas mais oito livros deste diálogo contínuo, seis dos quais também estiveram na lista de mais vendidos do Times.

Não pretendo com isto gabar-me, mas contextualizar o que tenho estado aqui a dizer – e tudo o que direi a seguir.

Deus trouxe uma mensagem de mudança ao nosso mundo e, tendo em conta o Sucesso dos livros da série Conversas com Deus, milhões de pessoas foram afetadas por essa mensagem. Há uma razão para isso. Não acontece por acaso.

A reformulação da Humanidade (recorde a definição de reformulação: a formular, reestruturar) está a decorrer e eu acredito que o projeto das Conversas de Deus também faz parte.

Quer isso dizer que sou, de certa forma um messias?

Não.

Significa que todos somos messias, já que a mensagem mais importante, mais expressiva e mais repetida  das Conversas com Deus é que todos nós estamos continuamente a Conversa com Deus, só que o nomeamos de outra forma.

Chamamos-lhe momentos de “inspiração.

  • Ou “intuição feminina”.
  • Ou “pressentimentos”.
  • Ou ideia Brilhante.
  • Ou profunda compreensão.
  • Ou Revelação.

Apelidamos certos encontros como “feliz acaso”, “coincidência” ou “Sorte”.

Negamos e voltamos a negar que podem mesmo interagir com o Divino, pois a nossa cultura ensina nos considerar indignos de tais experiências.

Na verdade, anunciar um contato direto com Deus é tido por muitos como uma autênctica heresia.

No entanto, ao longo da História da Humanidade, homens e mulheres viveram momentos de profunda ligação ao coração, alma e essência da vida, seja lá qual for o nome que lhe dermos.

Ao longo dos tempos, pessoas comuns sentiram despertares extraordinários que levaram ao conhecimento e a previsões.

Chegou o momento de exigirmos tudo isso, de darmos inicio a uma nova Conversa no nosso íntimo. E de alargarmos aos outros.

Chegou o Momento de Iniciar as Conversas Com a Humanidade

Hoje em dia por todo o lado as pessoas procuram sabedoria, clareza, soluções, na tentativa de descobrir o que correu mal connosco para agirmos desta maneira.

Andamos a matar-nos e a estropiar-nos uns aos outros, ignorando as carências desesperadas dos nossos companheiros humanos e o instinto básico de cuidarmos uns dos outros; arruinamos o Planeta apesar de afirmarmos que o amamos, constante e infinitamente a tentar alcançar Mais e Melhorenquanto centenas de milhares se revoltam por não terem o que os outros têm.

As conversas que proponho podem fornecer uma avenida para a sabedoria, uma estrada para a lucidez, um caminho para as soluções que tantos procuram.

Têm de ser verdadeiros diálogos e não simplesmente os ditames daqueles que julgam ter algo importante a dizer.

Devem ser introduções ao entendimento mútuo, e depois, à criação mútua.

[fancy_box id=6]

PONTOS FULCRAIS:

  • A sua participação na evolução da espécie está relacionada com o trabalho que fizer com a sua alma.
  • Esse trabalho tem por base uma busca profunda ou, como chamamos uma “análise à alma”
  • O trabalho da alma não está limitado ao próprio, podendo implicar a elevação de todas as outras almas ao estado de paz e lucidez.
  • Não é obrigado a realizar qualquer destas tarefas.

 

A FAZER:

  • Envolva-se no processo de análise profunda da sua alma recorrendo às Sete Perguntas Básicas, descritas na conversa seguinte deste livro.
  • Tome iniciativa de fomentar o diálogo com os outros, centrado na forma como todos encaram estas questões.

[/fancy_box]

E assim chegamos ao final de mais uma conversa com Deus, lembra te que é importante se sentires que deves, participar nesta conversa, pois só participando poderemos fazer chegar esta mensagem a muitas mais pessoas que desejam o seu despertar mas não sabem como.

E deixo ficar o tema da próxima conversa: Questões que é preciso responder

Só nós temos o poder de alcançar a nossa Liberdade e sermos Felizes

Tem um dia MAGNIFICO com TU.

Muito grata por estares aí.

Sandra

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ao publicar um comentário neste site, concordas com a politica de privacidade do site acerca de como os teus dados são guardados e geridos.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: