Categoria: Desenvolvimento pessoal

A Depressão Não Se Cura Com a Medicação

A Depressão Não Se Cura Com a Medicação

São muitas as pessoas que continuam com depressão, e a única solução que encontram é a medicação, pois nem sabem que existem outras soluções, verdade?

Infelizmente são poucas as que percebem que a medicação não resolve o problema, apenas camufla e queima as nossas células saudáveis. Para podermos curar a depressão temos de fazer algo mais do que simplesmente entupir nos de medicação, pois a medicação é uma solução rápida e não uma solução permanente, concordas?

Fiz um video onde falo da minha experiência com a depressão e das pessoas que acompanho como terapeuta.

Espero que ele te seja útil e te ajude a saíres desse sofrimento e a resolveres o teu problema pela raiz e não com soluções rápidas e benéficas só para alguns.

É possível sim, curares te sem remédios, mas precisas de fazer a tua parte e faz a pergunta ao teu médico que deixo no fim do video

CLICA AQUI ou na imagem abaixo para assistires ao video

Se viste o video e precisas de ajuda entra em contacto direto comigo, terei todo o prazer de te orientar para que possas sair desse sofrimento e possas viver uma vida livre e feliz.

Tua Coach e terapeuta

Sandra Galão

E se ACORDASSES hoje, SÓ com o que AGRADECESTE Ontem?

E se ACORDASSES hoje, SÓ com o que AGRADECESTE Ontem?

Como acordarias hoje se só te fosse permitido receber aquilo que AGRADESCESTE ontem?

Nem sempre tive o hábito de agradecer pelas coisas que já tenho, lembro-me que quando era pequena agradecia a Deus sempre que conseguia alguma coisa que antes tinha pedido. Mas também me lembro que não era muito de pedir e sim de agir.

Comecei a agradecer mais depois de ter lido alguns livros de casos reais, sobre situações que desconhecia que existissem, como título de exemplo: A exploração infantil, tráfico humano, direitos inexistentes das mulheres em muitos países do mundo, e principalmente as condições miseráveis que algumas pessoas vivem e que nem reclamam. Também quando viajei constatei com com realidades em que as condições  são consideradas miseráveis. quando tive filhos passou a ser um hábito diário.

Vemos muitas, falo aqui de Portugal, que é o País onde vivo e onde tenho tido mais experiências,  s a reclamarem de coisas tão banais e sem sentido que ficas a imaginar que por vezes as situações da vida menos boas que nos acontecem, fazem-nos valorizar coisas que de outra forma não o faríamos, não é?

Muito se pode falar sobre Gratidão e o  processo, verdade?  mas não queria deixar de partilhar um momento inspirado por uma pessoa que me é muito querida e tem imensos motivos para agradecer e não agradece, e como ele há milhões.

Quando somos Gratos por coisas simples, o Universo arranja maneira de nos compensar, mandando mais e melhor, posso garantir-te.

Se já agradeces podes confirmar, right? Risos carinhosos.

Ter aprendido o poder da Gratidão fez de mim uma pessoa que sabe dar valor às coisas mais simples da vida e a aproveitar a vida com muita intensidade.

Fiz um video onde falo sobre Gratidão e  partilho algumas dicas de como podes ser mais Grato e como é importante ser grato. Clica no Play

 

Espero que o video te seja útil de alguma forma e se não agradeces, nunca é tarde para começar, right?

Deixa ficar nos comentários abaixo se tens o hábito de agradecer e o que pensas do assunto.

 

Tem um dia Fantástico e Vive a Vida Livre

~Sandra

 

 

 

A Comunidade de Empreendedores Anormalmente Bem Sucedidos – Missão e Valores

A Comunidade de Empreendedores Anormalmente Bem Sucedidos – Missão e Valores

Consegues Imaginar te a Trabalhar com Pessoas Extraordinárias Que Te Ajudam a Ter Sucesso e a Viveres Daquilo que Realmente Gostas e Sabes Fazer?

A verdade é que enquanto não te conetares com quem realmente és não vais descobrir a tua tribo e vai parecer te sempre que falta algo: já ouviste aquela frase em Inglês que diz:

Your Vibe atract your Tribe, o que quer dizer em Português: A tua forma de estar na vida atrai a tua tribo, não gosto tanto porque não rima, risos.

Se a tua vontade é Ganhar muito dinheiro e fácil, sem fazer nada, então a Comunidade da tribo não serve para ti.

Sabes Porquê?

O Manifesto da Tribo Mostra o Que Somos, O que Fazemos, e Porque Fazemos Isto.
Acredito que nós atraímos, não aquilo que queremos, mas aquilo que somos.

Por isso o meu mestre Rui Gabriel  criou esta comunidade e atraiu pessoas que têm uma série de qualidades, essas atraíram outras e criámos uma comunidade que une pessoas:

  • De todas as classes sociais,
  • Níveis de educação,
  • Profissões,
  • Projetos de vida,
  • Religiões e
  • Preferências futebolísticas e políticas,
  • Gostos,
  • Competências profissionais e pessoais e
  • Circunstâncias pessoais…

… a que chamámos TRIBO.

Durante alguns meses o Rui  investigou a fundo as ideias e os modos de pensar e de viver expressas através dos posts dos membros e resumiu tudo no manifesto que hoje te mostro, para que tenhas conhecimento de que Não Estás Sozinho(a) Nem És Extraterrestre, e que há uma comunidade de centenas de pessoas que Pensam Como Tu. Ser diferente já é quase normal neste planeta, mas se queremos ter resultados Extraordinários temos de fazer o que os outros não querem ou não acreditam que seja possível, right?

Manifesto da Tribo

Texto Integral:

Damos valor à Liberdade individual e apreciamos a Diferença e a Integração.

Sabemos que todos temos algo importante para Aprender todos os dias e sabemos que todos temos algo importante para Ensinar também, todos os dias.

Apreciamos a Arte  em todas as suas formas como expressões elevadas do espírito.

Vivemos em Abundância material, gostamos de ser, fazer e ter tudo o que possa existir de melhor.

Dedicamo-nos à Contribuição Social, para ajudarmos quem se possa ajudar a si mesmo e para ajudarmos quem não se possa ajudar a si mesmo ainda.

Acreditamos que sem Independência Financeira não há Liberdade, e por isso temos um foco elevado na criação de riqueza.

Acreditamos que sem Educação não há Liberdade e por isso temos um foco elevado na aquisição de competências técnicas e humanas de elevada performance.

Acreditamos que sem Contribuição Social não há Liberdade, porque ninguém pode ser livre sozinho. Por isso temos um foco elevado nas ações de promoção humana e social.

Não temos medo de Desafios  e adoramos Coisas Difíceis, pois são elas que nos fazem evoluir acima da média.

Todos somos Líderes e todos somos Seguidores e somos bons em ambas as coisas.

Dizemos sempre a Verdade do que somos e pensamos.

Não apreciamos especialmente o «politicamente correto» mas temos uma Ética de respeito por todas as pessoas e ideias.

A nossa Missão Primeira é realizar os Sonhos de cada um de nós.

A nossa Missão Segunda é realizar juntos Sonhos Maiores, que nenhum de nós se atreveria a sonhar. Fazemos isso através dos recursos do Mundo Digital e da Internet.

Para nós o Sucesso é a realização progressiva de um Ideal Elevado.

Consideramos que uma Pessoa Bem-Sucedida é alguém que esta a percorrer este caminho de realização.

Acreditamos que todas as pessoas já têm em si mesmas todas as qualidades necessárias para Vencerem mas constatamos que poucas pessoas expressam o seu verdadeiro potencial nas suas vidas e que por isso a humanidade fica mais pobre.

Trabalhamos para levar esta mensagem de esperança a todas as pessoas:

  • «Todos Podemos Ser Livres
  • Todos Podemos Ter o Tempo e o Dinheiro, a Realização Pessoal, e o Desenvolvimento Espiritual Que Nos Liberta, Independentemente da Situação Atual de Cada Um.”

Trabalhamos para elevar os Níveis de Consciência da humanidade e de cada pessoa individual.

Trabalhamos para proporcionar modelos de trabalho que tragam Elevadas Recompensas emocionais, mentais, espirituais e materiais.

Desafiamo-nos mutuamente e constantemente a fazer mais e melhor.

Dizemos sempre «Sim» a tudo aquilo que nos aproxime dos nossos sonhos.

E queremos envolver-nos em todas as atividades que tragam algo de positivo para nós e para a humanidade. Não nos importa o grau de dificuldade.

Não procuramos a via mais fácil, nem a via mais difícil. O «Fácil» e o «Difícil» não são palavras do nosso vocabulário.

Gostamos especialmente da palavra «Impossível» porque representa um desafio que vale a pena perseguir.

Quando alguém se aproximar de um de nós, fica sempre melhor do que quando chegou.

Todos os dias Adicionamos algo de valioso às vidas de todas as pessoas que conseguirmos, quantas mais melhor.

Gostamos de ganhar Dinheiro. Gostamos de ganhar muito dinheiro.

Gostamos de usar o dinheiro para sermos mais felizes e para ajudarmos outras pessoas.

Estamos 100% Determinados em Realizar O Nosso Potencial, Sermos Ricos de Tudo e em Fazer a Diferença Nas Vidas de Outras Pessoas.


Partilha agora este Manifesto com todas as pessoas que sabes que podem beneficiar com ele e

Vive a Vida Livre

~Sandra Galão

Dicas Simples Para Um 2018 FANTÁSTICO

Dicas Simples Para Um 2018 FANTÁSTICO

ACREDITAS que podes ter um Ano de 2018 Diferente e Fantástico utilizando DICAS SIMPLES? SIM, Então este artigo é para ti (vídeo)

Fomos formatados a acreditar que estamos aqui neste planeta para agradar os outros, e que primeiro estão os outros, e só depois nós, verdade? pelo menos a maioria pensa e vive assim.

Sempre me considerei diferente ainda que seguisse algumas regras da sociedade, mas

Ficamos agarrados a crenças, mágoas, ressentimentos que nos limitam e que nos impedem de ver todo o POTENCIAL que temos dentro de nós e por isso adoecemos

Fiz um video que  contém DICAS SIMPLES mas PODEROSAS e que podes começar a aplicar imediatamente. Primeiro tens de aceitar tudo o que não está bem e depois….

Clica no Play no video abaixo e começa já a preparar te para um 2018 cheio de Desafios e Crescimento

Foi interessante ver me a partilhar dicas que utilizo a algum tempo e que me têm ajudado a crescer como pessoa e a saber servir com mestria a quem me procura com o intuito de se transformar na sua melhor versão.

Muitas vezes acreditamos que não estamos preparados para iniciar uma coisa nova ou para largar pessoas que fazem parte da nossa vida e talvez até não estejamos, mas isso só vamos saber depois que experimentarmos, right?

Quando nos libertamos do velho o Novo aparece e a direção da nossa vida muda

LEMBRA TE:

Tu já estás pronta(o) para para dar o primeiro passo, por mais pequeno que seja.
Concentra-te no facto de quereres APRENDER.
Vão SURGIR Verdadeiros MILAGRES

Deixa ficar o teu comentário e diz me se já utilizaste ou utilizas algumas destas dicas que partilhei aqui contigo

Tem um dia Fantástico

~Sandra Galão

Devemos ou não Gabar-nos das Nossas COMPETÊNCIAS

Devemos ou não Gabar-nos das Nossas COMPETÊNCIAS

Já alguma vez foste confrontado por não teres competências suficientes para determinado trabalho?

Eu  já, mas isso só me confirmou aquilo que sempre pensei, mesmo quando era pequenina:

Não devemos deixar que só os outros nos avaliem, e é IMPORTANTE termos uma opinião formada sobre quem somos e qual o nosso valor, para que não nos enganem e nos usem.

Sabias que se te conheceres profundamente, aceitares as tuas diferenças e souberes  quais são as tuas fraquezas e trabalhares “em cima” disso, isso é considerado competência?

Sem dúvida ser um  profissional competente é meio caminho andado para conseguirmos angariar clientes e saber servi los muito melhor, concordas?

 

Sempre me considerei uma profissional competente e muito exigente pois entrego me de corpo e alma em todos os projetos que me envolvo, e adoro aprender coisas novas… Não gosto de coisas que sejam sempre iguais, canso me muito rápido.

Comecei em 1994 com apenas 19 anos a trabalhar com equipas de trabalho numa fábrica de produtos eletrónicos, chegando a ser responsável por mais de 40 pessoas, e ao longo do meu percurso fiz  imensas formações para aperfeiçoar as minhas competências e o meu desenvolvimento pessoal com as pessoas.

Equipa de trabalho 2007

O trabalho em equipa  a mim sempre me fascinou, pois acredito que juntos vamos muito mais longe que sozinhos, right?

Mas a realidade é que nem todos temos perfil e gostamos de trabalhar em equipa, por variadíssimos motivos, e não tem nada de mal, a não ser que isso prejudique o próprio trabalho e o da equipa, certo?

Eu gosto muito de ensinar e aprender com os outros, ouvir novas e excelentes ideias e perceber como podemos ter ambientes de trabalho muito mais eficazes e produtivos se soubermos ouvir as sugestões de quem trabalha  e sabe como melhorar as dificuldades encontradas no local de trabalho, concordas?

 

Mas infelizmente isto não é uma realidade… a realidade é que a maioria da população, começando pelos governantes dos nossos sistemas que deviam ser os primeiros a dar o exemplo, mostram que temos de nos “fazer a vida” pois se esperarmos por eles, vamos morrer de fome, verdade?

 

Eu deparei me ao longo da minha vida com excelentes profissionais com quem aprendi muito, e deparei me também com todas aquelas que não eram assim tão profissionais, com essas aprendi mais ainda…

Descobri com essas pessoas que me tentaram prejudicar e stressavam com a minha forma de trabalhar, que eu não queria ser como elas, apesar de já ter errado muito no passado e ter feito coisas das quais não me orgulho, decididamente eu não queria ser como elas.

Lembra te que em todas as situações da nossa vida a escolha é nossa e por isso a nossa responsabilidade.

Se tu Acreditas que és competente em alguma área, não deixes que outras pessoas te digam o contrário, ok?

O video abaixo foi inspirado porque me comprometi há uns meses com um micro empresário, boa gente, que eu aprecio,  mas muito “bagunçado” com tantas prioridades, que me disse algo que me fez rir e me fez partilhar contigo.

Então, o que achas te?

  • Quantas pessoas pensam como este micro empresário que não é chegado a sugestões e por isso não consegue melhorar as sua condições e a dos seus colaboradores?
  • Quantos micro empresários deviam de fazer no MINIMO uma reunião semanal com os seus colaboradores para falar sobre questões importantes  e não têm tempo?
  • Quantos colaboradores abusam porque têm um patrão Boa gente e que não tem tempo para nada e deixa os demasiado à vontade?
  • Quantos colaboradores são abusados e humilhados e nem se apercebem?

 

Foi uma experiência super interessante onde tirei bastante proveito e sou muito GRATA pela Oportunidade!

 

Espero que este artigo te tenha sido útil e te inspire de alguma forma a descobrires no que és muito Bom e a partilhares isso com o Mundo.

Gostava de ouvir a tua opinião, podes deixá-la aqui abaixo neste artigo.

 

Tem um dia Fantástico

~Sandra Galão

 

 

 

 

 

Aprende a Lidar com o FRACASSO

Aprende a Lidar com o FRACASSO

Muitas Pessoas Não Acreditam Nisto e Por Isso Falham Sistematicamente!

 Vê se te identificas:

Quando somos crianças/adolescentes, os adultos tem o hábito de perguntar:

– Então o que queres ser quando fores Grande?

Eu, Sandra, queria ser advogada ou jornalista, mas rapidamente desisti ao ver a quantidade de anos que ainda tinha de continuar agarrada aos livros e à quantidade de matérias que a meu ver eram desnecessárias.

A minha mãe estava disposta a fazer o sacrifício financeiro para que pelo menos uma das suas 3 filhas quisessem ir para a faculdade, mas não foi bem sucedida, pois eu queria era ganhar dinheiro para ser livre e independente… Hehe!

Não entendia aquela conversa que ainda hoje se ouve tanto:

– Para seres alguém tens de estudar muito e formar te e blá, blá, blá!

Eu já me considerava alguém e sempre achei e continuo a achar que para ser feliz não preciso de me formar na faculdade, e ver se tenho sorte e consigo um emprego na área que me formei…

Não estava disposta a esse sacrifício e fiz o mesmo que a maioria faz quando não gosta de estudar.

Fui empregada de outros durante anos e nunca me incomodou, pois gostava muito do que fazia, era coordenadora de linhas de montagem e adorava formar pessoas que por sua vez formavam outras, e foi assim durante 10 anos.

E só deixou de ser quando descobri que não passava de mais um número e que o meu trabalho ali tinha terminado e era urgente sair dali!

Pois recusava me a ser o robô que executa a tarefa e não pode pensar, depois de tantas competências adquiridas, comprei uma guerra com a empresa, e só me prejudiquei… mais uma vez!

Lembro me que parecia uma criança quando quer a atenção do adulto e se não tem faz alguns disparates para que essa atenção lhe seja dada.

Na altura ainda não tinha maturidade para percebê-lo apesar de ter sido alertada várias vezes pelo marido, mãe e amigas… Mas estava “surda” e só queria mostrar o quão errado estava o sistema.

Muitas coisas mudaram, depois de muitos fracassos e algumas pequenas vitorias, mas a verdade é que eu não aguentei a pressão de “remar contra a corrente” sozinha, e tive muito medo da pessoa em que me estava a transformar…

Não resolvemos nada, porque não estamos a mudar nada
Não resolvemos nada, porque não estamos a mudar nada

 

Desisti quando percebi que estava a ficar doente psicologicamente e acabei de baixa!

Meses depois em novembro de 2008 acabei por entrar em acordo num despedimento colectivo e vim me embora, nessa altura tinha me iniciado na minha primeira empresa de Marketing multinível e estava num novo ciclo da minha vida, completamente diferente de tudo aquilo que já tinha visto e vivido até então, e muito feliz por ter terminado aquele “inferno” e começar a ver um Futuro mais Brilhante.

Contei te um pouco desta minha passagem para te falar um pouco sobre o Medo do Fracasso

Um dos medos que mais afeta as pessoas!

Deves estar a perguntar-te:

– Então comecei a ler este artigo para melhorar e perceber como posso tornar o fracasso como meu aliado e sá a ouço falar em medos e fracassos.

Não te preocupes, porque o que te quero demonstrar e espero que interiorizes isso na tua vida, daqui para a frente, é que o Fracasso é a melhor coisa que te pode acontecer!

Hã? Risos…

– Já reparaste que há muito mais Fracasso que Sucesso?

-Mais Pobreza, que Riqueza?

– Mais pessoas desapontadas que Realizadas?

Não é que haja escassez no mundo, ou que os recursos não cheguem para todos, e sim porque há muito mais publicidade para as coisas negativas do que positivas, há muito mais informação sobre o que está mal no nosso planeta, concordas?

É só assistirmos às noticias, ouvir as rádios e outros meios de comunicação, para confirmar o que aqui digo…

Nós temos de estar preparados e treinados para o Fracasso, ele vai aparecer sempre, e se soubermos lidar com ele, vamos conseguir corrigir aquilo que nos impede de sermos bem sucedidos.

ARTIGO RELACIONADO:  COMO LIDAR COM A FRUSTRAÇÂO

Há tantos Sonhos que ficam por realizar por falta de preparação para suportar e vencer os fracassos durante a nossa longa caminhada.

Descobri que os Grandes Realizadores têm uma caraterística comum, (entre outras) terem a capacidade de não desistir e de superar continuamente os fracassos e todos os obstáculos que vão encontrando…

Como ouvi uma vez num evento de Líderes:

“Atingimos o sucesso desde que saibamos “sobreviver” a todos os fracassos do caminho”.

Os obstáculos vão sempre existir, mas vai haver uma altura que estás tão focado no teu objetivo que os obstáculos deixam de aparecer e é ai que te vês diante do teu resultado final.

Assim sendo quero deixar te aqui com o primeiro conceito que quero transmitir:

O Fracasso não é um Inimigo é um Aliado

Fixa bem isto, porque daqui para a frente nos momentos de decisão, o teres ou não esta visão do fracasso vai determinar a tua resposta e atitude perante as situações e os desafios que te vão aparecer

Sabes porque digo que o fracasso é um Aliado?

Porque quando nos vemos em situações de desespero, onde caímos e onde existem os sentimentos de vergonha, sofrimento, culpa, temos a sensação que essa situação e sentimentos vão ser para sempre, não é?

Mas nada é eterno, e quando nos levantamos, deixamos de olhar para o buraco escuro e passamos a olhar para a linha do horizonte.

Acredito que todos nós já passamos por situações menos boas, e que talvez já nem nos lembremos de como nos superamos, pois eram momentos tão assustadores e surreais que o melhor mesmo é nem lembrar, risos…

O que quero dizer é que é bom lembrar desses momentos/situações superados quando duvidamos das nossas capacidades, pois sei que nos sentimos de forma indescritível e a dizer coisas do estilo:

– Fogo, como é que eu fui capaz!

– Afinal sou melhor do que pensava!

– Sou muito corajosa(o)

E normalmente a tua energia cresce e ficamos mais fortes porque ganhamos mais competências, novas experiências e sabedoria, ficamos com a certeza absoluta que se algo parecido acontecer, saberemos como encarar e resolver, right?

Se essa situação não tivesse acontecido, não teríamos aprendido a lição.

Quando não aprendemos a lição, a situação repete-se… E sabemos que nem todos reagimos da mesma forma aos Fracassos, e isso sim, vai condicionar ou não o nosso percurso e os nossos resultados…

Artigo Relacionado: 15-coisas-que-as-pessoas-ricas-fazem-de-modo-diferente

Vou aproveitar uma formação espetacular que tive de vendas e deixar te ficar aqui uma comparação das reações do sr. Desistência e do Sr Persistência, perante uma situação de “Fracasso”.

Sempre que o Fracasso aparece acabamos por cair, mas como diz John Maxwell, a decisão de cair para trás ou para a frente é nossa.

Vê as diferentes reações nos dois casos e começa a analisar te:

Enquanto que o Senhor Desistência:

senhor desistencia

  • Culpa os outros pelo que aconteceu

  • Como a culpa nunca é dele está sempre a repetir os mesmos erros

  • Cultura do coitadinho – Apesar de ser “perfeito”, e dizer que só os outros é que erram, como os problemas continuam, a conclusão é obvia: Não é um “gajo” de sorte por isso tantas coisas dão errado.

  • Aceita sempre a tradição e segue a maioria – Se sempre se fez assim, é porque é assim que se deve fazer (tive muitos conflitos sempre que me cruzava com pessoas que não queriam evoluir, só porque sempre foi assim e agora é difícil mudar)

  • Limita se pelos erros do passado

  • Pensa muitas vezes: Eu sou um verdadeiro Fracasso

  • DESISTE

 

Falemos agora do Senhor Persistência:

dar-o-melhor-fracasso e sucesso

  • Assume responsabilidade pela situação

  • Aprende a lição com o erro que cometeu para não voltar a repeti-lo, percebe que só não erra quem não faz e que para aprendermos temos de errar muito.

  • Mantém sempre uma atitude positiva perante as situações mais adversas e trabalha baseado nas experiências que teve, para conseguir resolver a situação

  • Desafia Regras consideradas obsoletas (que já não servem) e questiona o porquê das coisas

  • Está sempre disposto a novos desafios e riscos, pois sabe que só arriscando e saindo da zona de conforto é que as coisas acontecem

  • Acredita em si próprio, aceitando que “Fracassou” e que tem agora uma nova oportunidade de ser bem sucedido.

  • PERSISTE

Artigo Relacionado: ATIVA, PERSISTE E SÊ INTENSO

Estamos sempre a ver estes tipos de reações nas pessoas com que convivemos e até em nós, right?

Analisa te e se vês que reages muitas vezes como o senhor Desistência, recomendo te que comeces a mudar para o outro lado, isso se queres ser uma pessoa realizada e bem sucedida.

O FRACASSO não é algo que aconteça por acaso

Resulta sempre de uma sequência de acontecimentos que provocaram esse resultado menos positivo, a que chamamos de fracassso.

Nesses casos devemos sempre investir um tempo a analisar os acontecimentos e conseguir encontrar novas estratégias, de modo a conseguir evitar ou pelo menos minimizar o porquê de erro ou problema.

Um tornado, por exemplo, é algo que não conseguimos evitar que aconteça, right?

Mas hoje em dia com os sistemas adequados de prevenção e alerta, os efeitos que normalmente causam podem ser apenas materiais e não provocar a perda de vidas humanas, fantástico não é?

Conseguimos assim minimizar os efeitos de algo que sem essa atitude seria uma verdadeira catástrofe.

Sabemos que nem sempre foi assim, e como aceitamos que não podíamos fazer nada, perderam se muitas vidas.

Mas houve um dia que alguém questionou essa atitude e provocou uma mudança, que com isso veio permitir o desenvolvimento de tecnologias e procedimentos, que hoje nos permitem prever e reagir com prevenção perante um acontecimento como esse.

 

O FRACASSO é muito Subjetivo

Tem a ver com a importância que cada um de nós dá à situação que aconteceu

Se para alguns é muitooooo mau, para outros a mesma situação tem uma importância completamente diferente.

Temos de estar conscientes e aceitar esse fracasso porque nos permite então entender as reações e as atitudes das diferentes pessoas, quando algo de menos bom acontece.

Por pior que seja a situação, ela um dia começa a mudar.

Lembra te que mesmo quando chove ou o céu está muito nublado, o sol continua a brilhar, right?

E se aprenderes a “dançar na chuva”, sabendo que por cima daquela camada cinzenta e nublada, há um sol Radiante que brilha todos os dias, mesmo que não seja visível.

Como dizia Jim Rohn:

 “A vida é como uma sequência das estações do ano. Quando passamos por dificuldades, no inverno da nossa vida, temos de continuar a persistir, pois sabemos que a seguir vem a Primavera”

 

A tua ATITUDE é que vai fazer a diferença.

Sabemos que quem fracassa fica com a sensação de “marcado”, mas isso não é verdade, pois sabemos que a maioria das pessoas bem sucedidas também passaram por muitos fracassos e o que os diferenciou da maioria foi não desistirem e não deixarem que esses fracassos marcassem negativamente as suas vidas.

Quantas pessoas conheces que fracassaram na vida e um dia realizaram grandes feitos?

Sabemos que o caminho de um empreendedor passa por fases em que é considerado louco, passando a empreendedor de Sucesso e terminando como um visionário e um génio.

Não te preocupes com os fracassos que vais acumulando, preocupa te sim com o objetivo que estás a perseguir.

Não sei se sabes, mas os grandes realizadores assumem sempre a responsabilidade, e não deixam que os fracassos se tornem uma “marca” pessoal.

Todos os grandes realizadores mantêm expetativas muito altas, mas realistas, já que quando desejamos criar algo de grandioso, devemos expandir a mente para conseguir superar todos os desafios que surgem no caminho…

Normalmente, nada os faz desistir, analisam o que correu menos Bem e se for necessário recomeçam, e persistem até alcançarem o êxito.

Todas estas carateristicas fazem parte da comunidade da Tribo, a comunidade de empreendedores independentes de vários setores e do qual faço parte com muito orgulho.

Vê o nosso manifesto no link abaixo, a nossa missão e valores e junta te a nós se desejas ser uma pessoa que persiste até conseguir alcançar os seus objetivos

QUEM SOMOS – MISSÃO e VALORES

 

Muito Grata por me “ouvires” espero que este artigo te tenha sido útil de alguma forma e te ajude a perceber os dois maiores benefícios do fracasso:

Primeiro: se tu fracassas, aprendes o que não funciona;

Segundo: o fracasso dá te a oportunidade para tentar um novo caminho, verdade?

Se sentires deixa ficar o teu comentário ou alguma história de Fracasso onde tenhas aprendido uma grande lição, pode ser útil para outros, verdade?

Vive uma vida Fantástica

~Sandra

 

Como Ganhei Aversão à Disciplina?

Como Ganhei Aversão à Disciplina?

Começo hoje um artigo sobre Disciplina, lançado  pela minha colega e amiga Chus que lidera o novo desafio #BlogChallenge300 da qual aceitei fazer parte para me poder disciplinar mais um pouco.

As perguntas que ela achou pertinente que respondêssemos num novo artigo foram:

– Qual é a tua experiência com a disciplina?

Eu respondo contando como ganhei aversão a palavra DISCIPLINA e como foi difícil para mim perceber a importância da mesma na minha vida.

Descobri da pior forma que irei contar te ao longo deste artigo.

Em criança fui educada na base da autoridade, da Imposição e do Medo (Suposto Respeito)  por parte da minha mãe, que como foi criada em alguns colégios de freiras e padres que mandam e quem lá está obedece, sempre quis impor a verdade que tinha sobre a forma que devemos ser e viver , e eu como criança diferente que sempre me senti, “comprei” uma Guerra com ela, ao não aceitar de ânimo leve todas as coisas importantes que devia aprender, e tudo aquilo (a disciplina principalmente) que ela me quis ensinar e que eu decidi não achar importante aprender, porque achava que ela me estava a impor e não que fosse importante para a vida, risos…

E lá em casa tínhamos mesmo de aprender a ter disciplina senão a colher de pau e os castigos entravam em ação!

Tinhamos uma escala (tipo horário escolar) com as tarefas diárias que devíamos fazer depois de virmos da escola, (eu e as minhas irmãs) .

Eu primeiro ía tagarelar com as amigas e achava sempre que conseguia chegar e limpar o pó, ou lavar a casa de banho antes que a minha mãe chegasse, mas o que é certo é que foram poucas as vezes que consegui fazê-lo, pois sempre que me apercebia que a minha mãe tinha chegado do trabalho primeiro que eu, ficava “montes” de tempo com a amiga Luisa por baixo do prédio “a tentar ver” o que ía dizer a minha mãe (desculpa)…

É verdade que eu tinha muito medo da minha mãe, pois impunha de uma forma que eu considerava absurda (até ver outras mães piores) a disciplina e a ordem!

Tudo tinha que ser da maneira da minha mãe e AI de nós que não obedecêssemos.

De três irmãs eu era sem dúvida a que dava mais trabalho, pois como não conseguia atenção em casa, “procurava” na escola sendo uma menina levada da breca, pois estava sempre a “discutir” com o sistema.

Pensava:

– Em casa não funciona mas aqui na escola não é muito melhor, os professores são uma seca e só querem debitar matéria.

E o meu comportamento só piorava…

Costumas IMPOR a Tua Vontade Quando Queres Mandar e Não te Obedecem?

Hoje, fazendo uma análise profunda de tudo o que já vivi e porque ainda tenho certos bloqueios, percebo que foi nessa altura que comecei a tomar uma grande aversão à disciplina e a tudo o que a minha mãe me tentava ensinar de forma autoritária.

Lembro me que uma das coisas que mais me enervava era ter que limpar aos dias estipulados, eu tinha a mania que era do contra….hehe! EU não queria era limpar então adiava sempre muito e discutia todas as regras impostas da D.Alice.

Uma das histórias que ainda hoje me lembro e me faz rir, foi quando tinha os meus 14 anos e estava no quarto a ler um dos meus livros de banda desenhada ou a fazer outra coisa qualquer e a minha mãe me chamava para ir buscar um copo de água (tipo criada), ela sentada a fazer o seu crochê e eu de Raiva dava sempre um Golo (risos) antes de lhe entregar o copo, normalmente não se apercebia, mas quando acontecia dar um golo maior e não voltava a encher fazia me voltar mesmo que jurasse de pés juntos que não tinha dado o golo….. Ups

Conto te estas minhas histórias pessoais para que comeces a analisar um pouco da tua história e da educação que tiveste, pois garanto te que muitas das tuas limitações e bloqueios veem do teu passado e das pessoas que tiveram influência na tua vida…

Vou passar hoje à 2ª segunda pergunta feita pela Chus no desafio de #BlogChallenge300…

– Tu és DISCIPLINADA?

Sendo O Mais sincera possível, não! Tenho muito para trabalhar, mas agora há uma coisa que eu hoje sei, que até bem pouco tempo não sabia, quer dizer não queria mesmo saber, risos…

Continuo muito indisciplinada, sou bem distraída, mas hoje sei que foi porque estive muito tempo a olhar para a disciplina como algo que uma conotação Negativa… e é agora onde digo:

– Ai se eu soubesse o que sei hoje…AHAHAHAH

Sabes que descobri que não foi só a minha mãe que me quis ensinar como é importante ter a tal da Disciplina…

Lembro me quando tinha os meus 11/12 anos de ter ido para o Atletismo, a minha mãe precisava urgentemente que eu me ocupasse, pois os disparates eram mais que muitos e apesar de ser uma mãe bem alerta, eu adorava ser malandra…

Só te sei dizer que já nem com os castigos e as tareias tinham muito efeito em mim… e mal sabia ela que ainda estava só no inicio da minha rebeldia!

Apesar de não ter gostado logo daquelas pequenas maratonas, consegui ficar um pouco Motivada com a velocidade, salto em comprimento, salto em altura, e adorava a estafeta e

Tinha um pouco de receio de saltar as barreiras…

Essa decisão de que me devia “ocupar” foi tomada depois da reunião com o diretor de turma no final de 85.

Tinha reprovado no 5º ano, com 3 negativas. Na altura ainda podíamos ir a conselho de turma para tentar que passássemos, mas quando me disseram que o comportamento seria um fator crucial para passar, pensei:

– Estou F… lixada! (na altura dizia muitos palavrões)

A reunião aconteceu e ouvi o meu diretor de turma dizer:

– A sua filha não é Burra, D.Alice pelo contrário até é muito inteligente, só que distrai se muito, não consegue estar sossegada na cadeira, e o pior de tudo, é que ainda destabiliza os outros…

…Sem falar nas faltas… (na altura os pais só eram alertados quando atingíamos metade das faltas),  Acredito que o melhor será repetir o ano. Finalizou.

E, olhei para a minha mãe e vi-a “fuzilar me” com os seu olhar gélido que me fazia tremer por dentro, cada vez que dava a entender que não era educada em casa…

Nem imaginas os castigos que tive nesse ano:

Desde fazer as tarefas todas de casa sozinha, não poder ir à praia, ainda me deu uma tareia para aprender a não ser malcriada e a perceber a obrigação que tinha de aprender a ler e a escrever (aprendi a escrever com a colher de pau ao lado)…

Eu e todos os adolescentes que fazemos isto, só queremos ser ouvidos pelos pais, professores e educadores, e eles normalmente só querem impor, e seguir a educação que tiveram e que acham que é a certa, concordas comigo?

Resolvi fazer um vídeo e responder te às duas últimas perguntas que a Chus nos colocou:

Tu achas que a disciplina é importante na tua vida?
Quais os benefícios que tens com a disciplina?

Sabes que desde que descobri que a DISCIPLINA é uma coisa boa e que posso ser indisciplinada dentro da disciplina, sinto me inspirada para poder partilhar contigo tudo o que tenho aprendido ao longo desta minha caminhada.

Não digo no vídeo onde te respondo às questões colocadas pela Chus, mas sou muito GRATA ao Rui Gabriel o fundador da Comunidade da Tribo, (para mim a melhor comunidade de empreendedores online em língua Portuguesa e Espanhola), pois foi Graças a ele, aos membros da Comunidade e a mim, claro (risos) que hoje faço aquilo que mais AMO e ajudo outras pessoas a fazerem o mesmo!

Nem sempre acreditei que fosse possível ser abundante de tudo incluído de dinheiro, mas depois que entrei neste projeto e conheci de perto pessoas comuns que apesar de terem muito dinheiro continuam a ser simples integras e de confiança, passei a acreditar e a ver  isso a acontecer comigo.

Não te vou mentir e dizer que é fácil o caminho de ser empreendedora, e se tiveres uma mente de empregada e estás cheia de crenças limitantes…

Todos temos  um processo que nem sempre é de rosas, mas é de muito Crescimento e cada um tem que haver a sua parte.

Quando decides que queres ter um futuro melhor, te comprometes a dar o teu melhor e dizes sempre sim a tudo o que sabes que te vai aproximar dos teus sonhos, acontecem coisas fantásticas na tua vida e na tua pessoa, isso garanto te pois aconteceu e acontece com todos os tribalistas aqui na Comunidade da Tribo e com as pessoas que são bem sucedidas.

Vive a vida Livre

~Sandra Galão

FELICIDADE é uma combinação de SORTE com ESCOLHAS Bem Feitas!

FELICIDADE é uma combinação de SORTE com ESCOLHAS Bem Feitas!

FELICIDADE é uma combinação de SORTE com ESCOLHAS Bem Feitas!

Com certeza já ouviste aquela expressão: “Ele teve foi sorte!
Em relação à mulher, marido, ao trabalho, aos negócios, à aparência…. e por aí….

Acreditas mesmo nisso? Que é só sorte?

Há cerca de um mês uma pessoa disse me que eu tinha tido muita Sorte com o marido que me calhou, já não era a primeira vez que ouvia alguém dizer-me aquilo, ri me e concordei, mas acrescentei:

– Mas olha que ele também teve muita sorte de ter “calhado” com uma mulher como eu, pois um relacionamento para dar certo não é feito só por um, e quando sabemos que estamos aqui para nos servirmos mutuamente, normalmente temos SORTE e comecei a rir-me, terminando ali a conversa.

Sempre acreditei que a vida que temos é uma escolha, pelo menos deveria ser, right?

É verdade que muitas vezes somos controlados por quem nos educa, pelos nossos companheiros de tal forma que nem nos apercebemos que podemos escolher e libertar nos, e eu pergunto te:

Consideras te uma Pessoa Livre?

Eu, sempre me considerei Livre, mesmo quando achava que a casa da minha mãe era uma prisão (drama de adolescente, risos) e recordo me tão bem de a ouvir dizer sempre que não respeitava às regras impostas:

– Quando fores Independente, tiveres o teu trabalho, ganhares o teu dinheiro e tiveres a tua casa fazes as tuas regras, enquanto estiveres aqui debaixo do meu teto quem dita as regras sou eu e o teu pai – dizia ela em tom bem alto e firme.

Lembro me que foram nesses momentos que me imaginei fora de casa e a viver com uma amiga (sonho que nunca se realizou).

Mas o sonho de sair de casa dos meus pais ou pelo menos de me sentir livre começou em Outubro de 1993 quando fiz a minha primeira viagem a França.

A minha tia Nela (irmã do meu pai) trabalhava em casa como costureira e estava a precisar de alguém de confiança para ajudá-la com os 3 filhos, um deles ainda com menos de 2 anos, e a minha mãe perguntou me se eu queria ir e que a minha tia ia pagar me pelo serviço, já que não quis ir para a Universidade e dizia a toda hora que queria era trabalhar!
Estava ali uma oportunidade, e a escolha era minha.

 

Já me tinha inscrito na Força áerea para ser oficial pois tinha o 12º ano, mas ainda ía demorar até que me chamassem e se me chamassem logo voltava (a minha mãe queria era que eu saísse ali do bairro e me afastasse das “más companhias”) mas eu tinha começado a sair com o meu atual marido e ainda hesitei e inventei umas desculpas, mas a minha mãe conseguiu convencer me e lá fui para a minha primeira viagem, a trabalho onde me senti muito livre, “responsável” e dona do meu nariz. Mas com algum medo daquela nova aventura que escolhi viver, risos…

Regressei de avião (para lá fui de autocarro), dois meses depois, porque fui chamada para fazer os psicotécnicos para a força aérea, convicta que não queria ser dona de casa, apesar de ter aprendido muitas coisas com a minha tia e sobre crianças!

Depois de fazer os testes, lembro me de ter ficado chocada com a autoridade que as patentes mais altas usavam com os soldados, achei um absurdo e foi quando me perguntei para que existem realmente este tipo de entidades?

Até hoje não sei a reposta.

 

Estive lá 3 três dias, e foi super interessante fazer testes que até hoje não voltei a repetir, e conhecer pessoas que me fizeram crescer.

Mas no final os resultados disseram que para ingressar na Força aérea tinha primeiro de ser soldado e ir subindo e escolhi(risos)  que afinal não era bem o que andava à procura, pois não gostei mesmo daquela “violência psicológica” do Eu mando e Tu Obedeces!

O Que Fazer Quando “alguém” ESCOLHE por Nós?

Acabei por ir trabalhar para uma fábrica em 1994 e estive lá durante 14 anos, onde no caminho ainda tentei algumas vezes, sair da minha zona de conforto e experimentar outros trabalhos, só que como gostava do que fazia (primeiros 10 anos), achava que ganhava bem, sentia me feliz, deixei me influenciar e fui-me deixando ficar na famosa zona de conforto.

Mas lá no fundo sentia que o meu Futuro não podia ser ali, já não tinha muito para aprender, e sentia me meio que inútil e sem uma visão clara do futuro, mas não fazia nada para mudar isso e o Universo “ajudou”.

Em 2004 fiz uma greve de 2 horas no local de trabalho, que aconteceu junto com as mudanças de chefes de departamento e saída de excelentes profissionais.

Nesse momento escolheram por mim e mandaram me para 1º turno e fui “convidada” a deixar o meu posto de Coordenadora, e iria também perder o subsidio (mas não retiraram logo)…

Mudei para um turno onde percebi que o meu Software estava demasiado avançado, e diverti me durante uns tempos, mas psicologicamente não estava nada bem, pois todos os dias inventava novas desculpas para não comparecer ao trabalho, não suportava aquela “forma de não fazer as coisas”…. Muito chefe a mandar e a focar se no que não importa, só mulheres a trabalhar juntas …
Tudo servia de desculpa, até levar um processo disciplinar oral e depois um bem real (trÊs dias para casa sem receber) por excesso de faltas, confesso te que não me apercebia que aquela “luta” que tinha comprado só me estava a prejudicar a mim, e comecei a entrar no sistema e logo a seguir em depressão , tudo sem me aperceber.

O meu marido é que me alertava sobre as escolhas que andava a fazer, e do meu estado deprimente, mas não queria saber, estava determinada a provar que o sistema estava cheio de falhas… E eu também, lol…

Dois anos depois de estar em “sofrimento” e a desaprender, retiraram me o subsidio de coordenação e foi aí que entrei na lista negra, pois das centenas de coordenadoras eu era a primeira a desafiar o sistema e a coloca-los em tribunal!

Passei a fazer os trabalhinhos que ninguém queria fazer, separar parafusos, contar peças Obsoletas, sempre isolada pois destabilizava demais…

Precisava Muito de Ocupar a Minha Mente, Senão ia Enlouquecer

Foi quando voltei a escolher ocupar me e comecei um curso online de Inglês no Wall Street Institute, e aproveitava a linha onde estava (testar DVD’s) para treinar com legendas e sem legendas, hehehe.

Ajudou me muito a ganhar vocabulário e a aperfeiçoar me, apesar de na altura ser só mesmo para ocupar me e expandir um pouco a mente…

Hoje, ouço diariamente  audios motivacionais do negócio que desenvolvo, ouço formações em Inglês e tenho algumas mentoras que só falam Inglês.

Para te resumir acabei por vencer o caso em tribunal, mas a empresa recorreu, e meses depois, em 2008, conheci a industria do Marketing Multinivel, fiquei Fascinada e fui de baixa e assim que soube que estavam a entrar em acordo, fiz chegar essa minha vontade aos recursos humanos que estavam desejosos de me ver fora dali e eu também já tinha visto a Luz no fundo do túnel!

Fui chamada no mesmo dia e sai de lá com uma indemnização Interessante e uma assinatura (obrigatória) para desistir do recurso que continuava em tribunal.

O advogado ainda me quis fazer dissuadir da minha decisão, pois a sentença estava mesmo quase a sair, risos… mas mostrei-lhe que a minha saúde estava em primeiro lugar, e ele teve que ceder mesmo que descontente com a minha escolha.

E foi uma das melhores escolhas que podia ter feito na minha vida, pois apesar de todas as regalias que tinha como: Ordenado certo ao fim do mês, com estabilidade a médio prazo, férias e 13º mês, seguro de saúde para empregado e família, quando mudei para o primeiro turno, vi com os meus próprios olhos que não trabalhava numa fábrica com 3 turnos, e sim em 3 fábricas diferentes, cada uma com os seus procedimentos e muita “foto para o Inglês ver”, se é que me faço entender, risos…

 

O sistema estava muito desatualizado, cheio de bugs e existiam muitos robôts que executam a tarefa, não podem pensar, nem expandir a mente, e eu jamais faria essa crueldade a mim mesma, depois de anos a formar pessoas a serem a sua melhor versão, argh!!!

Posso dizer-te com sinceridade, se um dia vesti a camisola e dei o meu melhor, aqueles dois últimos anos que antecederam a minha saída, não me despedi e só ía trabalhar porque seria Loucura demais sair de lá com uma mão na frente e outra atrás depois de tantos anos de dedicação e empenho, mas olha que ainda pensei nisso algumas vezes, e só não fui avante porque ouvi o meu marido e as pessoas “Lúcidas” à minha volta.

Sair dali mesmo sem qualquer expetativa do futuro, a começar um um negócio próprio (marketing Multinivel) que apesar de não ter vingado, me ajudou na altura a ter a certeza que a fábrica dos meus sonhos foi uma ilusão boa de viver e que me fez crescer muito como pessoa e profissional (hoje vejo isso)

Termino este artigo deixando te a pergunta para Reflexão e se sentires deixa ficar a tua opinião aqui abaixo nos comentários

  • Acreditas mesmo que é sorte ou somos nós que fazemos as nossas escolhas e determinamos o nosso Futuro?

Vive uma vida Fantástica a fazer escolhas que te ajudem a ter mais qualidade de vida!

~Sandra Galão

O Pior Analfabeto é Aquele Que Sabe Ler e Não Lê!

O Pior Analfabeto é Aquele Que Sabe Ler e Não Lê!

Consegues Imaginar a Tua Vida Sem Livros?

Sempre gostei muito de ler, e tive fases de ler muito e outras que nem por isso, mas posso dizer te que  foram muitos os tipos de leitura que tive, todos tiveram haver com o  meu processo de crescimento.

Eu acredito na lei da atração e por isso hoje acredito que atrai todos os livros que tive oportunidade de ler, e aqueles que ainda não li.

Se me segues sabes que já fui muito rebelde, por falta de atenção, diálogo e Amor, e também porque era uma “maria vai com as outras”, queria experimentar tudo que me chamasse a atenção.

Odiei a minha mãe durante muito tempo e tentei fugir várias vezes de casa.

Era uma criança considerada difícil de educar, que estava sempre a aprontar e que tinha sempre a resposta na ponta da lingua, e quanto mais me diziam isso, mais difícil me tornava, porque inconscientemente interiorizei que estava sempre a aprontar, e que me portava muito mal, e é verdade, aprontava demais.

Mas era muito Feliz, adorava brincar e brinquei muito, e quando comecei a ler e a escrever, não achei muita Graça pois a minha mãe sempre foi muito autoritária e bruta a ensinar, porque não sabia lidar com o meu défice de atenção.

eu com 7 anos

Eu sempre fui muito aérea e custava me muito prestar atenção ao a,e,i,o,u, e a qualquer coisa que fosse muito repetitiva e não fosse divertida, levei muitas vezes com a colher de pau nas mãos por não prestar a tenção, lembro me também da minha mãe segurar na minha mão para aprender a fazer as letras.

[fancy_box id=1]

Lembro me de repetir 50 vezes no caderno, como castigo:

Vou começar a tomar atenção nas aulas e só vou falar se a professora pedir

Vou começar a tomar atenção nas aulas e só vou falar se a professora pedir

Vou começar a tomar atenção nas aulas e só vou falar se a professora pedir.

Comecei sim a tomar muito mais atenção! Mas continuei a falar sem a professora pedir…lol

Este exercicio da escrita é um exercicio muito poderoso, para o bem e para o mal:

– Ajuda te a escrever e a corrigir os teus erros e ao mesmo tempo faz te interiorizar aquilo que precisas.

Agora, imagina se a minha mãe me tivesse mandado escrever:

– Não consigo tomar atenção, e falo sempre sempre sem a professora pedir…

Consegues perceber a diferença?

[/fancy_box]

A minha mãe sempre gostou de ler, e ganhei esse hábito com ela, acho lindo como conseguimos estar num mundo que não é nosso, viajar,  aprender e crescer com as experiências das personagens.

Ouve muitos livros que tiveram muita influência na minha Vida:

Conheci a turma da Mônica, do Mauricio de Sousa

Adoro a forma tão divertida de ensinar do Mauricio
Adoro a forma tão divertida de ensinar do Mauricio

Estes livros fizeram de mim uma criança mais divertida, e que gosta de ler e aprender muito mas sem ser na base da obrigação, é muito fácil ensinar uma criança a gostar de fazer algo, se utilizarmos a criatividade e for divertido, certo?

Além da turma da Mónica tambem lia banda desenhada da turma da disney.

Chegava a passar tardes inteiras a fazê-lo… Devorava os livros

Trocava com os meus amigos do Vale que também gostavam.

E tu, lembras te dos livros que gostavas de ler?

Há quanto tempo não lês?

Mesmo em adulta antes de ser mãe empreendedora, e gostar de outro tipo de leitura
Mesmo em adulta antes de ser mãe empreendedora, e gostar de outro tipo de leitura

Comecei por ler as fotonovelas que eram romances aos quadradinhos e a preto e branco, onde mostrava o principe e o bandido, com muitas histórias  de mulheres, maridos, amantes e o papel na sociedade, a minha mãe não gostava muito que eu as lesse, dizia que não eram para a minha idade…

Desde Romances, a histórias de mães que espancavam os filhos, li um pouco de tudo…

Aos 15 anos quando estava com a idade do armário bem evidente em mim, e comecei a andar com más companhias, a minha mãe sugeriu me (hehehe, quase me obrigou) a ler o Livro, Os filhos da Droga

Este Livro fez me não querer experimentar algumas coisas na minha Vida.

E que bom que Li! Este livro é baseado em uma história real, e impressionou muito, a personagem principal é a Christian F.

Hoje vejo o quão atenta a minha mãe foi comigo, mesmo não sabendo dar AMOR, nem carinho, ensinou me muito através dos livros que me Recomendou.

Hoje sei que deu o seu melhor, mesmo que não fosse muito pedagógica em certas situações, risos…

Fui crescendo e lembro de haver uma altura que só lia romances e foi quando comecei a pensar no meu principe, baseada nos personagens que lia… um dia chegou…

Conheci o homem da minha vida no comboio. Verdadeiro Romance…

Fui crescendo e os livros foram aparecendo..

Ganhei muitos Livros que ainda não li, nem tão pouco sei se vou lê los, outros comprei e decepcionei me, e há muitos que ainda quero ler.

Quando um Livro te Ajuda a Enxergares as Pessoas e a Vida de Outra Maneira

Estes livros que te vou apresentar, foram muito interessantes a forma que apareceram na minha Vida!!

Estava numa fase dos Porquês, desempregada a experimentar negócios de Marketing de rede e novas experiências, a conhecer muitas pessoas novas e diferentes das que estava habituada, e foi uma altura que tive muitas duvidas do que andava aqui a fazer e o que queria para o meu futuro;

Acho engraçado, porque a pessoa que me ofereceu o livro abaixo, O Segredo está sempre a dizer me que gostava de atrair o principe dela, mas só atrai homens problemáticos, que gostava de ter um emprego melhor e tem de estar a aturar clientes insatisfeitos…

Vê se que ela não leu o livro que me ofereceu e que ensina a fazer isso, diz que me ofereceu porque sabe que eu gosto destas coisas… lol, e ela também, Ironias do destino… Farto me de gozar com ela ..

Já não é segredo nenhum
Se quiseres ter o Livro e aprender a Lei da Atração, clica na Imagem e Aproveita a 1ª oferta

Também na altura que recebi este livro, tive o prazer de ver o Bob Proctor ao vivo no Pavilhão Altlantico, durante quatro horas e meia… Ganhei o Bilhete na empresa de Marketing multinível que desenvolvia na altura. Lei da atração em Ação

Ouvir Bob Proctor, um dos “mestres” que participou no livro e no filme O Segredo, de Rhonda Byrne, best seller mundial de auto-ajuda que em Portugal vendeu 350 mil exemplares.

Mas a palestra não foi muito bem sucedida pois a tradução estava muito mal feita e houve pessoas a abandonar o evento, uma pena.

Agora lembrei me que também vi o Adelino Cunha, fundador do I Have the power e cheguei mais tarde a fazer um workshop com ele, onde levei uma amiga que estava a precisar de se Motivar.

E ganhei o livro dele Rumo a terra dos Sonhos,  num evento onde fui promovida, quando me iniciei em Marketing Multinivel  em 2009

E De Repente Estás a Ler o Livro Que Precisas no Momento

Quando tirei o meu curso de Técnica de Ação educativa, entre 2010 e 2013 cruzei me novamente com muitos livros.

Os que me impressionaram e me ajudaram a perceber muita coisa foram os Livros do Grandioso Augusto cury, médico, psiquiatra, psicoterapeuta e escritor Brasileiro…

Desenvolveu a teoria da Inteligência Multifocal, que estuda sobre o funcionamento da mente, o processo de construção do pensamento e formação de pensadores.

Adorei alguns Livros dele que Li,  e fizeram a diferença na  minha Vida.

Sei que no futuro, vão voltar a ser uma constante.

Tenho um sonho e Acredito que ainda vou conhecer o Augusto Cury  pessoalmente…

Confirmei com este Livro porque motivo temos tantos meninos "delinquentes/carentes)
Confirmei com este Livro porque temos tantos meninos “delinquentes/carentes)

Em dezembro de 2010, comecei a Fazer Voluntariado com Crianças de Risco e aproveitei um dos Livros do Augusto para incutir umas coisas bem interessantes na cabeça de alguns meninos que achei que podiam querer Mudar a forma de estar e ser, e escrevi o livro todo no computador, com a colaboração de alguns…

Gostei muito das experiências, fez me crescer muito como pessoa, e mais uma vez perceber porque temos tantos meninos sem futuro

Sou muito Grata pela experiência
Sou muito Grata pela experiência

O livro é sensacional. recomendo te se queres revolucionar de facto a tua Vida, e descobrir o teu valor. És insubstituivel.

Livros de desenvolvimento pessoal são fundamentais
Livros de desenvolvimento pessoal são fundamentais

É incrível como por vezes nem nos apercebemos das nossas competências e do tanto que sabemos.

Quando o meu filho nasceu em 2012, deixei de fazer voluntariado e faltava me um ano para acabar o curso de T.A.E.

E comecei a ler Robin Sharma recomendado por uma colega e amiga.

Li alguns livros dele, mas este aqui abaixo, demorei muito tempo com ele, li, parei, voltei a ler, e terminei, e voltei a ler uma segunda vez:

O Monge que Vendeu o Seu Ferrari, uma Fábula espiritual.

A história é sobre Julian Mantle, um advogado extremamente bem sucedido, ambicioso e que trabalhava muito e o muito aqui é para demonstrar exagero mesmo.

Em uma audiência, com o tribunal lotado, ele sofre um ataque cardíaco, resultado de uma vida desregrada, sem limites alimentares, psicológicos ou materiais. A partir desse acontecimento trágico, a fugacidade e fragilidade do que é a vida passa a ter novos significados e se tornar presente em sua vida.

Algo dentro de seu ser o questiona sobre o que já fez, o que tem feito e o que gostaria de fazer…

Fábula espiritual cheio de Grandes mensagens. Adorei
Fábula espiritual cheio de Grandes mensagens. Adorei

Lembro me que quando ia ter com meu filho ao hospital, pois esteve 25 dias internado na neonatologia por ser prematuro, as enfermeiras metiam se comigo por eu ler o livro alto para o meu filho…

O meu filho é um tagarela e super inteligente, achas que teve influência eu ter lido o livro desde os 5 meses de gestação e depois continuar? Eu acredito que sim.

Adormeciamos a fazer a tecnica do Kanguru e o livro ao colo
Adormeci várias vezes a fazer a Tecnica do Kanguru e o livro ao colo

Podia estar aqui a dizer te a quantidade de Livros que me ajudaram a crescer como pessoa, e me fizeram chegar onde estou hoje mas vou terminar oferecendo te um dos ultimos livros que Li e que me mudou completamente a minha forma de estar neste mundo do empreendedorismo e saber o meu valor pessoal.

Como é que eu não li este Livro antes?

Se todos entendermos que temos de aprender a ver por outra perspetiva, aprendermos com quem já passou pelo processo e aplicarmos os ensinamentos que se encontram aqui neste Ebook Sensacional, vamos ter muito mais pessoas Livres e Felizes, a acreditar que é possível, sim, Vivermos em abundância e termos mais qualidade de vida para estar com a familia e a fazer aquilo que mais gostamos.

O problema é que são poucas as pessoas que tem acesso, ou dispensam estas informações que nos ensinam a sermos nós na nossa essência e a R-educar a nossa mente, que foi formatada durante anos para não se expandir muito, para podermos Realizar os sonhos dos outros, e não os nossos.

[fancy_box id=2]

Eu vou fazer a minha parte e vou deixar te aqui o Ebook do Guru Instantaneo, aproveita e guarda já, mesmo que não tenhas vontade de lê lo… apesar de eu achar que devias de ler ontem, o seu conteudo é PODEROSO, e pode ajudar te a Mudar a tua Vida num instante, mudando a forma que olhas para ti e  para o dinheiro.

Se aplicares os ensinamentos que aqui se encontram, Garanto te que vais começar a ver resultados na tua pessoa e na tua vida.

Aproveita, pois este conteúdo já esteve à venda por 47€ e o autor ganhou uma “pipa de massa” com ele, e não te posso garantir até quando está disponível Gratuitamente.

[/fancy_box]

Clica na imagem, Recebe Grátis o  Ebook no teu Email,  e Começa a Transformar te na Tua Melhor Versão

Transforma te na Tua Melhor Versão
Transforma te na Tua Melhor Versão

Pior Analfabeto é Aquele Que Sabe Ler e Não Lê.

Procura um tipo de leitura que te agrade e  lê, viaja, sonha, envolve te, desenvolve te, emociona te, e cresce.

A minha sugestão é que aproveites e apliques  todas as mensagens e dicas que vais recebendo ao longo da tua vida, seja em livros, artigos como este ou outros, musicas, videos …

Que tenhas uma boa leitura e muitos momentos AhA com os livros que te ofereci; Não desperdices a Oportunidade de puderes crescer.

Se souberes que pode ser útil a outros, não hesites em partilhar, pois foram escritos para chegar ao maior numero de pessoas.

Muito grata por estares ai.

Vive uma Vida Fantástica.

Sandra Galão

Queres Saber o Sentido Da Vida? Para a Frente!

Queres Saber o Sentido Da Vida? Para a Frente!

 

Levantar se Da Cama Para Começar Mais Um Dia Deveria Ser Motivo de PRAZER e ENTUSIASMO na nossa vida?

 

Para algumas pessoas, porém isso parece mais um sacrificio.

Elas já se levantam cansadas e desanimadas para enfrentar mais um dia de batente.

Quem se sente assim, provavelmente perdeu o contato com o seu ideal de vida.

Sem uma meta à qual dedicar a sua existência, o ser humano dificilmente encontra motivação para fazer as coisas, para prosperar, para realizar sonhos.

Só quem tem um  Ideal (visão)  pode conhecer a Verdadeira Realização pessoal.

Um Ideal de vida é querer “ser” alguma coisa:

  • Um Médico reconhecido na sua especialidade;

  • Uma esteticista que adora deixar as clientes mais bonitas;

  • Uma empregada doméstica prendada;

  • Um pedreiro caprichoso;

  • Uma mãe e mulher Presente

  • Um canalizador Competente;

  • Um artista talentoso;

  • Uma cozinheira que delicia os outros com as seus pratos;

  • Um empresário próspero;

  • Uma dona de loja onde as pessoas gostam de comprar;

  • Uma vendedora de Sucesso;

Uma pessoa motivada a “ser” alguma coisa orienta, naturalmente as suas ações em direção ao seu Ideal

Se alguém  quer atingir o Cume de uma montanha, mesmo que não saiba como fazê-lo, vai procurar os caminhos que a levem até lá.

Uma pessoa com uma visão clara da vida é objetiva, sabe o que tem de fazer e considera o”fazer” como um meio para alcançar a sua meta.

Depois de idealizado na nossa mente, tudo é possivel

 

Quem tem um ideal, tem tendência a investir em si mesmo e a considerar conhecimentos adquiridos como o seu grande patrimônio.

Pode perder o emprego, ou ter que mudar de cidade ou mesmo de país, mas facilmente se adapta às novas situações, porque sabe quem é e conhece o seu valor.

Para alguém orientado a “ser”, os bens que tem ou a posição que acaba por conquistar, vêm como consequência daquilo que se é.

Quando temos e perseguimos um Ideal de vida, o “ter” é só um resultado natural do “ser”.

Adorei aprender isto, pois nem sempre foi uma realidade na minha vida.

Eu acredito que todos somos divinamente destinados a ser algo, todos temos dons, mas infelizmente nem todas as pessoas conseguem realizar o seu ideal de vida, nem tão pouco descobrem o que andam cá a fazer.

Quando somos crianças, costumamos dizer o que queremos ser quando formos “grandes”, conforme crescemos, vamos nos ajustando às exigências do nosso mundo competitivo, incorporando os valores e todos os condicionamentos sociais que nos levam a dar prioridade ao “ter”:

  • Ter uma carreira;
  • Uma casa
  • O carro do ano
  • O melhor telemóvel do mercado

Muitas vezes a pressão do “fazer para ter” afasta nos do nosso Ideal de Vida e quando damos por nós, estamos a fazer tudo menos o que deviamos para conseguir ir ao encontro desse Ideal, right?

Não vivas emocionalmente agarrado ao dinheiro
Não vivas emocionalmente agarrado ao dinheiro

O Problema de orientar a nossa existência para o “ser” é que ficamos muito dependentes e apegados ao que temos.

No mundo atual, em que a corrupção continua em grande escala, em que o dinheiro não passa de um “monte” de números na memória de um computador, em que as coisas são cada vez menos palpaveis, , e tudo muda tão rapidamente e constantemente, basear a realização pessoal no “ter” conduz nos facilmente à preocupação, à insegurança e à incerteza quanto ao futuro.

Passa se a vida numa corrida contra o tempo, num esforço constante de fazer coisas para “ter” cada vez mais, de modo a que nos sintamos seguros.

Mas é importante saber que quanto mais temos, mais é preciso fazer para manter o que temos.

A viver assim, nenhuma fortuna é capaz de nos proporcionar realização e plenitude.

E quando chegamos aos 50 ou 60 anos, por muito bem sucedidos que tenhamos sido na nossa vida de fazer para ter, sentimos que falta algo.

[fancy_box id=5]

Como estás a conduzir a tua vida:

Baseado no Ser ou no Ter?

[/fancy_box]

 

Se tu és daquelas pessoas que perdeu o Ideal da vida, ao tentares enquadrar te neste jogo da sobrevivência Social, , gostava que soubesses que a qualquer momento é possivel tomares o caminho que te leva ao cume da tua montanha.

O teu Ideal de vida está ligado ao que tu tens prazer em fazer e à visão mais grandiosa que tens de ti mesmo(a)

[fancy_box id=2]

Por um momento, volta ao teu estado de simplicidade em que vivias quando eras criança e pergunta te:

– ” O que eu quero ser quando for grande”?

– O que eu sonho ser na vida?

O teu Ideal está ligado aos teus talentos(dons) e capacidades com que foste abençoado(a) ao nascer.

[/fancy_box]

Tens com certeza muitas coisas que fazes com mais facilidade e espontaneidade, pois recebes te de Deus, os dons para seres o que é o teu destino e assim realizares te.

Lembro me que quis ser advogada, pois não gosto de injustiças e achei que poderia defender muitas pessoas, desmotivei quando vi as imensas leisssss que tinhamos de saber, (risos)

Também quis ser Jornalista, pois gosto muito de falar e achei que era uma  forma de passar a mensagem. 

Depois quis ir para a tropa. Ainda fiz os testes, mas não me identifiquei nada com aquele excesso de autoridade exercida sobre as patentes mais baixas.

Quis ser muita coisa e experimentei muita coisa, e tudo me encaminhou para chegar onde estou hoje, como blogueira profissional e terapeuta de reiki, depois de ter estado muitos anos a trabalhar como empregada e a ser vista como um número por todos os patrões por onde passei.

[fancy_box id=2]

Reconhece a tua vocação.

Pergunta te:

– “O que para mim, é natural fazer?”

– “Quais são as minhas habilidades?”

[/fancy_box]

Tens de compreender que por muito naturais e desenvolvidos que sejam os teus talentos, é preciso aperfeiçoa-los.

É preciso desenvolver técnicas.

Tu podes ter o melhor ouvido para a musica, mas precisas aprender a ler partituras e a tocar o instrumento

– E isso, quando nasces, não sabes. Aprendes.

Acredita que se estiveres no caminho que te leva à realização do teu Ideal, os factos e as circunstâncias da vida vão te “empurrar” para a frente, aconteceu comigo de uma forma bastante natural, quando comecei a fazer as perguntas que coloquei acima.

Não te limites, ou desanimes caso não vejas, em determinado momento, as soluções para as dificuldades que surgirem.

Mantém te firme na tua escolha e a vida te trará, com toda a certeza, tudo o que precisas, mas se continuas a resistir, parece que nada vai dar certo, mas é Deus a testar te, para saber se é isso que realmente queres.

– Não tens tempo para ler? Tu é que fazes o teu tempo e certamente arranjarás um jeito.

Gostavas de começar um negócio com pouco dinheiro, mas não sabes como começar?

Acredita que alguém te pode ajudar, e se não puder, continua a procura, vais encontrar um que te sirva e te satisfaça todas as tuas necessidades.

As portas abrem se para quem sabe o que quer, assume o papel que lhe cabe neste mundo e tem FÉ.

Só tu podes saber o que é melhor para ti, certo?

Que tenhas discernimento nas tuas escolhas.

Não te deixes contaminar pelo pessimismo e pela amargura das outras pessoas, nem te deixes influenciar pelos modelos de Sucesso Alheio.

Sucesso e Fracasso são fatores muito relativos.

Avalia te em relação à tua realidade e não te compares aos outros.

Por fim, não tenhas medo de experimentar.

Se tu não te permitires experimentar, nunca vais saber no que as coisas vão dar… É como teres uma ideia brilhante e não aproveitares para transformá-la em rendimento, ou porque não sabes, ou porque não acreditas que ela possa ser tão boa assim

Recebe aqui o EBOOK GRÁTIS que te pode ajudar a Teres a vida que sonhas te
Recebe aqui o EBOOK GRÁTIS que te pode ajudar a Teres a vida que sonhas te

As oportunidades que temos na vida não aparecem por acaso, pelo menos é o que tenho aprendido ao longo desta minha caminhada

Há sempre um propósito por trás delas.

Não deixes de te focar em ti e no teu ideal de vida.

Termino com uma pequena história sobre o sentido da vida e que espero que consigas tirar a melhor parte para ti.

[fancy_box id=1]

As sandálias do discípulo fizeram um barulho especial nos degraus da escada de pedra que levavam aos porões do velho convento.

Era naquele local que vivia um homem muito sábio.

O jovem empurrou a pesada porta de madeira, entrou e demorou um pouco para acostumar os olhos com a pouca luminosidade. Finalmente, ele localizou o ancião sentado atrás de uma enorme escrivaninha, tendo um capuz a lhe cobrir parte do rosto.

De forma estranha, apesar

do escuro, ele fazia anotações num grande livro, tão velho quanto ele.

O discípulo se aproximou com respeito e perguntou ansioso pela resposta:

Mestre, qual o sentido da vida?

O idoso monge permaneceu em silêncio.

Apenas apontou um pedaço de pano, um trapo grosseiro no chão junto à parede.

Depois apontou seu indicador magro para o alto, para o vidro da janela, cheio de poeira e teias de aranha.

Mais do que depressa, o discípulo pegou o pano, subiu em algumas prateleiras de uma pesada estante forrada de livros.

Conseguiu alcançar a vidraça, começou a esfregá-la com força, retirando a sujeira que impedia a transparência.

O sol inundou o aposento e iluminou com sua luz estranhos objetos,  instrumentos raros, dezenas de papiros e pergaminhos com misteriosas anotações.

Cheio de alegria, o jovem declarou:

– Entendi mestre.

Devemos nos livrar de tudo aquilo que não permita o nosso aprendizado.

Buscar retirar o pó dos preconceitos e as teias das opiniões que impedem que a luz do conhecimento nos atinja. 

Só então poderemos enxergar as coisas com mais nitidez.

Fez uma reverência e saiu do aposento, a fim de comunicar aos seus amigos o que aprendera.

O velho monge, de rosto enrugado e ainda encoberto pelo largo capuz, sentiu os raios quentes do sol a invadir o quarto com uma claridade a que se desacostumara.

Viu o discípulo se afastando, sorriu levemente e falou:

Mais importante do que aquilo que alguém mostra é o que o outro enxerga. 

Afinal, eu só queria que ele colocasse o pano no lugar de onde caiu.

[/fancy_box]

Vou repetir o que o sábio disse:

Mais importante do que aquilo que alguém mostra é o que o outro enxerga. 

 

Se andas à procura de mudar o sentido da tua vida, vê o Webinario Grátis que me permitiu hoje transformar me na minha melhor versão e fazer aquilo que mais amo e inspirar outros a fazer o mesmo.

Vê se pode ser para ti:

 http://bit.ly/webinar-pt-smt

 

Vive uma vida Fantástica em busca do sentido da tua vida

~Sandra

Skype: sandra.galao

%d bloggers like this: