Aprende a Lidar com o FRACASSO

Aprende a Lidar com o FRACASSO

Muitas Pessoas Não Acreditam Nisto e Por Isso Falham Sistematicamente!

 Vê se te identificas:

Quando somos crianças/adolescentes, os adultos tem o hábito de perguntar:

– Então o que queres ser quando fores Grande?

Eu, Sandra, queria ser advogada ou jornalista, mas rapidamente desisti ao ver a quantidade de anos que ainda tinha de continuar agarrada aos livros e à quantidade de matérias que a meu ver eram desnecessárias.

A minha mãe estava disposta a fazer o sacrifício financeiro para que pelo menos uma das suas 3 filhas quisessem ir para a faculdade, mas não foi bem sucedida, pois eu queria era ganhar dinheiro para ser livre e independente… Hehe!

Não entendia aquela conversa que ainda hoje se ouve tanto:

– Para seres alguém tens de estudar muito e formar te e blá, blá, blá!

Eu já me considerava alguém e sempre achei e continuo a achar que para ser feliz não preciso de me formar na faculdade, e ver se tenho sorte e consigo um emprego na área que me formei…

Não estava disposta a esse sacrifício e fiz o mesmo que a maioria faz quando não gosta de estudar.

Fui empregada de outros durante anos e nunca me incomodou, pois gostava muito do que fazia, era coordenadora de linhas de montagem e adorava formar pessoas que por sua vez formavam outras, e foi assim durante 10 anos.

E só deixou de ser quando descobri que não passava de mais um número e que o meu trabalho ali tinha terminado e era urgente sair dali!

Pois recusava me a ser o robô que executa a tarefa e não pode pensar, depois de tantas competências adquiridas, comprei uma guerra com a empresa, e só me prejudiquei… mais uma vez!

Lembro me que parecia uma criança quando quer a atenção do adulto e se não tem faz alguns disparates para que essa atenção lhe seja dada.

Na altura ainda não tinha maturidade para percebê-lo apesar de ter sido alertada várias vezes pelo marido, mãe e amigas… Mas estava “surda” e só queria mostrar o quão errado estava o sistema.

Muitas coisas mudaram, depois de muitos fracassos e algumas pequenas vitorias, mas a verdade é que eu não aguentei a pressão de “remar contra a corrente” sozinha, e tive muito medo da pessoa em que me estava a transformar…

Não resolvemos nada, porque não estamos a mudar nada
Não resolvemos nada, porque não estamos a mudar nada

 

Desisti quando percebi que estava a ficar doente psicologicamente e acabei de baixa!

Meses depois em novembro de 2008 acabei por entrar em acordo num despedimento colectivo e vim me embora, nessa altura tinha me iniciado na minha primeira empresa de Marketing multinível e estava num novo ciclo da minha vida, completamente diferente de tudo aquilo que já tinha visto e vivido até então, e muito feliz por ter terminado aquele “inferno” e começar a ver um Futuro mais Brilhante.

Contei te um pouco desta minha passagem para te falar um pouco sobre o Medo do Fracasso

Um dos medos que mais afeta as pessoas!

Deves estar a perguntar-te:

– Então comecei a ler este artigo para melhorar e perceber como posso tornar o fracasso como meu aliado e sá a ouço falar em medos e fracassos.

Não te preocupes, porque o que te quero demonstrar e espero que interiorizes isso na tua vida, daqui para a frente, é que o Fracasso é a melhor coisa que te pode acontecer!

Hã? Risos…

– Já reparaste que há muito mais Fracasso que Sucesso?

-Mais Pobreza, que Riqueza?

– Mais pessoas desapontadas que Realizadas?

Não é que haja escassez no mundo, ou que os recursos não cheguem para todos, e sim porque há muito mais publicidade para as coisas negativas do que positivas, há muito mais informação sobre o que está mal no nosso planeta, concordas?

É só assistirmos às noticias, ouvir as rádios e outros meios de comunicação, para confirmar o que aqui digo…

Nós temos de estar preparados e treinados para o Fracasso, ele vai aparecer sempre, e se soubermos lidar com ele, vamos conseguir corrigir aquilo que nos impede de sermos bem sucedidos.

ARTIGO RELACIONADO:  COMO LIDAR COM A FRUSTRAÇÂO

Há tantos Sonhos que ficam por realizar por falta de preparação para suportar e vencer os fracassos durante a nossa longa caminhada.

Descobri que os Grandes Realizadores têm uma caraterística comum, (entre outras) terem a capacidade de não desistir e de superar continuamente os fracassos e todos os obstáculos que vão encontrando…

Como ouvi uma vez num evento de Líderes:

“Atingimos o sucesso desde que saibamos “sobreviver” a todos os fracassos do caminho”.

Os obstáculos vão sempre existir, mas vai haver uma altura que estás tão focado no teu objetivo que os obstáculos deixam de aparecer e é ai que te vês diante do teu resultado final.

Assim sendo quero deixar te aqui com o primeiro conceito que quero transmitir:

O Fracasso não é um Inimigo é um Aliado

Fixa bem isto, porque daqui para a frente nos momentos de decisão, o teres ou não esta visão do fracasso vai determinar a tua resposta e atitude perante as situações e os desafios que te vão aparecer

Sabes porque digo que o fracasso é um Aliado?

Porque quando nos vemos em situações de desespero, onde caímos e onde existem os sentimentos de vergonha, sofrimento, culpa, temos a sensação que essa situação e sentimentos vão ser para sempre, não é?

Mas nada é eterno, e quando nos levantamos, deixamos de olhar para o buraco escuro e passamos a olhar para a linha do horizonte.

Acredito que todos nós já passamos por situações menos boas, e que talvez já nem nos lembremos de como nos superamos, pois eram momentos tão assustadores e surreais que o melhor mesmo é nem lembrar, risos…

O que quero dizer é que é bom lembrar desses momentos/situações superados quando duvidamos das nossas capacidades, pois sei que nos sentimos de forma indescritível e a dizer coisas do estilo:

– Fogo, como é que eu fui capaz!

– Afinal sou melhor do que pensava!

– Sou muito corajosa(o)

E normalmente a tua energia cresce e ficamos mais fortes porque ganhamos mais competências, novas experiências e sabedoria, ficamos com a certeza absoluta que se algo parecido acontecer, saberemos como encarar e resolver, right?

Se essa situação não tivesse acontecido, não teríamos aprendido a lição.

Quando não aprendemos a lição, a situação repete-se… E sabemos que nem todos reagimos da mesma forma aos Fracassos, e isso sim, vai condicionar ou não o nosso percurso e os nossos resultados…

Artigo Relacionado: 15-coisas-que-as-pessoas-ricas-fazem-de-modo-diferente

Vou aproveitar uma formação espetacular que tive de vendas e deixar te ficar aqui uma comparação das reações do sr. Desistência e do Sr Persistência, perante uma situação de “Fracasso”.

Sempre que o Fracasso aparece acabamos por cair, mas como diz John Maxwell, a decisão de cair para trás ou para a frente é nossa.

Vê as diferentes reações nos dois casos e começa a analisar te:

Enquanto que o Senhor Desistência:

senhor desistencia

  • Culpa os outros pelo que aconteceu

  • Como a culpa nunca é dele está sempre a repetir os mesmos erros

  • Cultura do coitadinho – Apesar de ser “perfeito”, e dizer que só os outros é que erram, como os problemas continuam, a conclusão é obvia: Não é um “gajo” de sorte por isso tantas coisas dão errado.

  • Aceita sempre a tradição e segue a maioria – Se sempre se fez assim, é porque é assim que se deve fazer (tive muitos conflitos sempre que me cruzava com pessoas que não queriam evoluir, só porque sempre foi assim e agora é difícil mudar)

  • Limita se pelos erros do passado

  • Pensa muitas vezes: Eu sou um verdadeiro Fracasso

  • DESISTE

 

Falemos agora do Senhor Persistência:

dar-o-melhor-fracasso e sucesso

  • Assume responsabilidade pela situação

  • Aprende a lição com o erro que cometeu para não voltar a repeti-lo, percebe que só não erra quem não faz e que para aprendermos temos de errar muito.

  • Mantém sempre uma atitude positiva perante as situações mais adversas e trabalha baseado nas experiências que teve, para conseguir resolver a situação

  • Desafia Regras consideradas obsoletas (que já não servem) e questiona o porquê das coisas

  • Está sempre disposto a novos desafios e riscos, pois sabe que só arriscando e saindo da zona de conforto é que as coisas acontecem

  • Acredita em si próprio, aceitando que “Fracassou” e que tem agora uma nova oportunidade de ser bem sucedido.

  • PERSISTE

Artigo Relacionado: ATIVA, PERSISTE E SÊ INTENSO

Estamos sempre a ver estes tipos de reações nas pessoas com que convivemos e até em nós, right?

Analisa te e se vês que reages muitas vezes como o senhor Desistência, recomendo te que comeces a mudar para o outro lado, isso se queres ser uma pessoa realizada e bem sucedida.

O FRACASSO não é algo que aconteça por acaso

Resulta sempre de uma sequência de acontecimentos que provocaram esse resultado menos positivo, a que chamamos de fracassso.

Nesses casos devemos sempre investir um tempo a analisar os acontecimentos e conseguir encontrar novas estratégias, de modo a conseguir evitar ou pelo menos minimizar o porquê de erro ou problema.

Um tornado, por exemplo, é algo que não conseguimos evitar que aconteça, right?

Mas hoje em dia com os sistemas adequados de prevenção e alerta, os efeitos que normalmente causam podem ser apenas materiais e não provocar a perda de vidas humanas, fantástico não é?

Conseguimos assim minimizar os efeitos de algo que sem essa atitude seria uma verdadeira catástrofe.

Sabemos que nem sempre foi assim, e como aceitamos que não podíamos fazer nada, perderam se muitas vidas.

Mas houve um dia que alguém questionou essa atitude e provocou uma mudança, que com isso veio permitir o desenvolvimento de tecnologias e procedimentos, que hoje nos permitem prever e reagir com prevenção perante um acontecimento como esse.

 

O FRACASSO é muito Subjetivo

Tem a ver com a importância que cada um de nós dá à situação que aconteceu

Se para alguns é muitooooo mau, para outros a mesma situação tem uma importância completamente diferente.

Temos de estar conscientes e aceitar esse fracasso porque nos permite então entender as reações e as atitudes das diferentes pessoas, quando algo de menos bom acontece.

Por pior que seja a situação, ela um dia começa a mudar.

Lembra te que mesmo quando chove ou o céu está muito nublado, o sol continua a brilhar, right?

E se aprenderes a “dançar na chuva”, sabendo que por cima daquela camada cinzenta e nublada, há um sol Radiante que brilha todos os dias, mesmo que não seja visível.

Como dizia Jim Rohn:

 “A vida é como uma sequência das estações do ano. Quando passamos por dificuldades, no inverno da nossa vida, temos de continuar a persistir, pois sabemos que a seguir vem a Primavera”

 

A tua ATITUDE é que vai fazer a diferença.

Sabemos que quem fracassa fica com a sensação de “marcado”, mas isso não é verdade, pois sabemos que a maioria das pessoas bem sucedidas também passaram por muitos fracassos e o que os diferenciou da maioria foi não desistirem e não deixarem que esses fracassos marcassem negativamente as suas vidas.

Quantas pessoas conheces que fracassaram na vida e um dia realizaram grandes feitos?

Sabemos que o caminho de um empreendedor passa por fases em que é considerado louco, passando a empreendedor de Sucesso e terminando como um visionário e um génio.

Não te preocupes com os fracassos que vais acumulando, preocupa te sim com o objetivo que estás a perseguir.

Não sei se sabes, mas os grandes realizadores assumem sempre a responsabilidade, e não deixam que os fracassos se tornem uma “marca” pessoal.

Todos os grandes realizadores mantêm expetativas muito altas, mas realistas, já que quando desejamos criar algo de grandioso, devemos expandir a mente para conseguir superar todos os desafios que surgem no caminho…

Normalmente, nada os faz desistir, analisam o que correu menos Bem e se for necessário recomeçam, e persistem até alcançarem o êxito.

Todas estas carateristicas fazem parte da comunidade da Tribo, a comunidade de empreendedores independentes de vários setores e do qual faço parte com muito orgulho.

Vê o nosso manifesto no link abaixo, a nossa missão e valores e junta te a nós se desejas ser uma pessoa que persiste até conseguir alcançar os seus objetivos

QUEM SOMOS – MISSÃO e VALORES

 

Muito Grata por me “ouvires” espero que este artigo te tenha sido útil de alguma forma e te ajude a perceber os dois maiores benefícios do fracasso:

Primeiro: se tu fracassas, aprendes o que não funciona;

Segundo: o fracasso dá te a oportunidade para tentar um novo caminho, verdade?

Se sentires deixa ficar o teu comentário ou alguma história de Fracasso onde tenhas aprendido uma grande lição, pode ser útil para outros, verdade?

Vive uma vida Fantástica

~Sandra

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao publicar um comentário neste site, concordas com a politica de privacidade do site acerca de como os teus dados são guardados e geridos.

%d bloggers like this: